Treze se prepara para receber denúncia do ABC, que vai ao tapetão

Time potiguar quer ganhar tirar pontos do Galo por suposta escalação irregular de Celso Teixeira. Foto: Divulgação/ Treze FC

Parece que a Série C ainda não chegou ao fim para o Treze. Rebaixado, o ABC acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e denunciou o time paraibano sobre o uso irregular do técnico Celso Teixeira na partida contra o Confiança, em Aracaju, pela décima sétima rodada da competição.

Antes de assumir o time paraibano, o treinador comandou o Central-PE na Série D do Campeonato Brasileiro. Na partida contra o Atlético-CE, válida última rodada da primeira fase da competição, que ocorreu no dia 9 de junho, Celso acabou sendo expulso e cumpriu suspensão automática no jogo seguinte.

No mês passado, o técnico foi julgado pelo cartão vermelho e foi punido pelo STJD com três jogos e 30 dias de suspensão, além de uma multa no valor de R$ 5 mil.

Celso foi anunciado pelo Treze no último dia 8, mas não ficou no banco de reservas na partida contra o Ferroviário porque seu nome ainda não havia sido publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Contra o Confiança, no final de semana seguinte, já regularizado, o treinador comandou o Galo da Borborema dentro de campo na partida que resultou na saída do time paraibano da zona do rebaixamento.

Logo, o Departamento Jurídico do ABC alega que Celso Teixeira cumpriu os 30 dias de punição, mas não as três partidas de suspensão, uma vez que o treinador sentou no banco de reservas e teve seu nome na súmula do jogo, caracterizando, assim, uma irregularidade.

O clube potiguar, inclusive, já notificou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva sobre a situação, e a procuradoria da corte tem até 48 horas, que se encerram na quarta-feira (27), para apreciar o caso, podendo ser dada sequência ao caso ou arquivá-lo.

Anderson Brandão, Supervisor de Futebol do Treze, em entrevista, afirmou que a equipe paraibana recebeu um documento da CBF que garantiu a regularidade do treinador no momento da contratação. Segundo ele, caso haja algum erro, nada se refere ao clube.

Antes da partida contra o Botafogo-PB, no último sábado (24), o Treze foi notificado pela CBF sobre os jogos de punição que Celso Teixeira tem que cumprir. Por este motivo, assim como diante do Ferroviário, o treinador acompanhou o jogo das arquibancadas, junto aos torcedores.

Caso seja comprovada a utilização irregular de Celso Teixeira, segundo a tese do clube potiguar, que se baseia no  artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala de “incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”, o Treze seria punido com a retirada de três pontos. Então, o time paraibano sairia da competição com 16 pontos e ocupando a 9ª colocação. Logo, o Galo da Borborema entraria no Z2.

O ABC, por sua vez, que terminou a Terceirona com 18 pontos, seria o beneficiado, subindo uma posição e, consequentemente, escapando do rebaixamento à Série D do Campeonato Brasileiro.

Acontece que, para alívio do alvinegro paraibano, neste ano, a CBF definiu punição idêntica para atletas e treinadores apenas no caso suspensão pelo acúmulo de cartões amarelos ou expulsão pelo cartão vermelho, e não para punições impostas pela corte.

Desta forma, o Galo só pode ser denunciado e receber sansões relacionadas ao artigo 223 do CBJD, que trata sobre o clube descumprir decisão do tribunal, que pune apenas com multa. Sendo assim, caso acatado o pedido do ABC, o Treze arcaria apenas com consequências financeiras.

Equipe @Vozdatorcida com Rafael Alves/Vavel Brasil

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 3982 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.