Regulamento oficial do Paraibano apresenta dúvidas quanto a sua interpretação

O formato do cruzamento olímpico que levará dois clubes para as semifinais ainda deixa dúvida, que só deve ser esclarecida na quarta-feira, no lançamento oficial

Foto: Divulgação/ FPF

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) programa para a próxima quarta-feira (08) a divulgação do regulamento oficial do Campeonato Paraibano 2018.

O documento vai ratificar a fórmula de disputa definida pelos dirigentes no final de outubro e as normas da competição que começa no dia 7 de janeiro.

E a expectativa é de que o regulamento oficial possa dirimir as dúvidas que estão gerando seguidas discussões sobre as fases finais, principalmente em relação ao cruzamento das semis.

O estadual do ano que vem vai dividir as 10 equipes da primeira divisão em dois grupos e será disputado ao longo de 16 datas, com a final prevista para 8 de abril. As mudanças e a diminuição da competição foram forçadas pelo apertado calendário de 2018 estabelecido pela CBF.

Como se sabe, a chave A está formada por Botafogo-PB, Campinense, Sousa, Auto Esporte e Nacional de Patos, enquanto o grupo B tem Treze, Atlético de Cajazeiras, Serrano, CSP e Desportiva Guarabira.

Pelo que foi acordado entre os dirigentes dos clubes e a FPF, os times de uma chave enfrentam os da outra em jogos de ida e volta, perfazendo 10 datas.

O primeiro colocado de cada grupo avança diretamente para as semifinais, enquanto o segundo e o terceiro de cada chave vão utilizar mais duas datas e disputar um mata-mata para definição dos outros dois semifinalistas.

Conforme o que foi divulgado pela Federação, diferente da fase classificatória, segundos e terceiros colocados se enfrentam dentro do próprio grupo: 2º A x 3º A; 2º B x 3º B.

É a partir de então que surge a polêmica na interpretação do que foi divulgado pela FPF.

Embora o texto publicado pela assessoria de imprensa da entidade no site oficial da Federação seja omisso em relação ao cruzamento das equipes nas semifinais, a grande maioria dos veículos de comunicação do Estado, com base justamente no que foi anunciado pelos dirigentes da FPF após a longa reunião do dia 24 de outubro, divulgou que o primeiro colocado do Grupo A encara nessa fase que antecede a final o vencedor do confronto 2º A x 3º A, acontecendo a mesma coisa na chave B.

Esse direcionamento evitaria, por exemplo, a possibilidade de um confronto do Treze (Grupo B) com os rivais Botafogo-PB e Campinense (Grupo A) numa eventual semifinal. Vale lembrar que o Clássico Emoção já não acontece na fase classificatória, uma vez que Belo e Raposa estão na mesma chave.

Neste final de semana, em contato com dirigentes de clubes e uma fonte ligada à Federação, a reportagem apurou que pode ter havido uma falha na comunicação entre o Departamento Técnico e a assessoria de imprensa da entidade, gerando uma dúvida na interpretação de como se dará esse cruzamento das equipes nas semifinais.

Até então, segundo o que foi explicado pela FPF e veiculado pelos órgãos de imprensa de todo o Estado, existe a compreensão de que a fórmula de disputa do Paraibano 2018 prevê para as semifinais justamente a explicação supracitada: 1º A x (vencedor de 2º A x 3º A); 1º B x (vencedor de 2º B x 3º B).

Só que, pelo que foi apurado pela reportagem nesse final de semana, o regulamento oficial a ser divulgado na quarta-feira (08) deve trazer uma inversão no cruzamento das semifinais.

Nesse caso, o primeiro colocado do Grupo A enfrentaria nas semis o vencedor do confronto 2º B x 3º B, com o líder da chave B encarando a equipe que passar do duelo 2º A x 3º A.

Procurada pela reportagem para apresentar a versão da Federação sobre a polêmica interpretativa em relação à fórmula de disputa do Paraibano 2018, a assessoria de imprensa da entidade resumiu-se a informar que “o regulamento oficial será divulgado na próxima quarta-feira, dia 8, e vai acabar com todas as dúvidas”.

Equipe @Vozdatorcida