Atacante não vê problemas em atuar fora da posição no Botafogo-PB

Foto: Nádya Araújo/ Botafogo-PB

Uma das caras novas do Botafogo-PB para a temporada de 2020 é o atacante Maikon Aquino. Mas novidade apenas para a torcida.

É que o jogador de 26 anos já conhece o Evaristo Piza de carnavais passados. No interior de São Paulo, os dois trabalharam juntos no XV de Piracicaba em 2018, e o entendimento entre os dois foi fundamental para a chegada dele na Maravilha do Contorno.

– Trabalhei com o professor Piza no XV de Piracicaba, e recebi a proposta de vir para cá. Já conhecia um pouco do futebol do Nordeste dos últimos anos, a visibilidade está muito maior. Espero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a conquistar os objetivos traçados neste ano. Vamos com tudo para conquistar o Paraibano. Depois Copa do Nordeste e conseguir o acesso na Série C – afirmou.

Acostumado a atuar mais centralizado nas equipes anteriores, como “camisa 9”, Maikon Aquino tem sido utilizado por Piza pelos lados do campo, assim como fez nas vezes em que trabalharam juntos. Mesmo jogando fora da sua posição de origem, o atacante diz não ter problemas, e que pensa apenas em auxiliar seus companheiros da melhor maneira.

– Na maioria dos times eu trabalhava como atacante de área mas, com o Piza, ele gosta de me utilizar mais de lado. No que ele precisar, estou à disposição para ajudar – explicou.

Sobre a temporada cheia, que começa com os três primeiros jogos em um intervalo de oito dias após o adiamento do início do Paraibano, o atacante revelou que a equipe já vem trabalhando a preparação para a maratona de partidas, principalmente nos primeiros meses do ano.

– É um ano longo, com muitos jogos, pouco tempo de recuperação. Vamos trabalhar bem sobre essa questão física para conseguir chegar bem nas competições – disse.

Equipe @Vozdatorcida