Autor do gol da vitória, Juninho exalta importância de seu papel no Bota-PB

Foto: Nádya Araújo/ Botafogo-PB

No domingo (19), o Botafogo-PB saiu na frente do xará paulista na decisão de 180 minutos por uma vaga na Série B em 2019. O gol do meia Juninho, após ótimo cruzamento do lateral Fábio Alves, colocou o Belo em vantagem para o jogo de volta, em Ribeirão Preto.

Contratado em junho para a disputa da Série C, o camisa 25 rapidamente conquistou a vaga no time titular. Obediente taticamente, se firmou como um dos homens de confiança do treinador Evaristo Piza no setor de meio campo.

O encontro contra o Botafogo-SP não só marcou a sua sétima partida pelo clube na competição, como também o seu primeiro gol, e logo num momento tão decisivo.

– Estou muito feliz pelo objetivo individual que eu consegui hoje marcando um gol, mas mais feliz ainda pelo resultado coletivo. A gente planejava sair com um resultado de vantagem mínima possível para o segundo jogo lá em São Paulo e conseguimos isso – comemorou.

Sobre a jogada do gol, o pernambucano natural de Belo Jardim analisou seu papel dentro da equipe.

– Eu sou um jogador tático, procuro marcar bastante atrás da linha da bola, ajudando na marcação da lateral. Mas, ao mesmo tempo, eu estou sempre entrando na área, procurando ali alguma bola achada, procurando quebrar a marcação da primeira linha deles. Quando a bola se desenhou pra lateral já fui entrando, como tinha entrado nas outras vezes também no primeiro tempo, e com um belo cruzamento pude concluir em gol – analisou.

O ótimo momento vivido pelo atleta junto com o clube ajuda a lembrar a mudança de patamar que o Belo percorreu nesse últimos anos. Juninho já havia defendido o clube no ano de 2009, em situação bem distinta da atual.

– Eu estava há um bom tempo jogando lá no Rio Grande do Sul e tive esse convite aqui para vim defender as cores novamente do Botafogo-PB num momento diferente daquele em 2009. Um clube que se reestruturou , uma outra estrutura, tem outra visão. No acesso da D pra C era para ter vindo também, tive uma proposta, mas fui parar lá no Santo André. Acho que tudo tem o seu momento. Eu creio que se eu vim para cá, tenho um objetivo para ser cumprido, e estou muito feliz por esse momento – concluiu.

Equipe @Vozdatorcida por Caio Guilherme, estudante do curso de comunicação da UFPB

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 3857 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.