Botafogo-PB e Campinense decidem quem será o campeão estadual

Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB

Botafogo-PB em 2013, 2014, 2017 e 2018. Campinense em 2012, 2015 e 2016. Em 2019 não será diferente, e a taça de campeão paraibano também vai ficar com o Belo ou com a Raposa. A partida decisiva desta edição do estadual vai acontecer às 16h deste sábado (20), no estádio Almeidão, em João Pessoa.

No jogo de ida, em Campina Grande, o time pessoense saiu na frente, vencendo o rubro-negro por 2 a 1. Sendo assim, o Botafogo-PB joga pelo empate para ser tricampeão estadual. Já o Campinense precisa vencer por dois gols de diferença. Em caso de vitória simples da Raposa, a partida será decidida nas penalidades máximas.

Em busca do tricampeonato, fato que não acontece há 49 anos, o técnico botafoguense Evaristo Piza tinha oito de seus atletas pendurados no jogo de ida, entre eles o trio do meio de campo composto por Marcos Aurélio, Marcos Vinicius e Clayton. Nenhum deles foi poupado. Apenas Dico – autor do segundo gol – foi preterido pelo volante Wellington Cézar, também pendurado, mas ninguém levou amarelo e todos estão a disposição. Com o Campinense precisando fazer gols, Piza deve voltar a formação original do time, com Dico em campo, e a sua equipe usando do poderio ofensivo para buscar o troféu. O Belo não tem nenhum desfalque para a partida.

Após a má apresentação da última quarta-feira, o Campinense vai precisar superar a limitação técnica para reverter o resultado adverso. O único desfalque fica por conta do meia Alisson Xabala. O outro meia, Gabriel, entrou bem contra o Belo e conseguiu dar organização às articulações das jogadas, mesmo com a pouca inspiração do time para aproveita-las. No mais, a Raposa deve entrar em campo com o mesmo time em campo. Resta saber o desenho que Francisco Diá vai propor aos seus comandados, naquela que pode ser a última partida sob o comando do técnico bicampeão paraibano pelo rubro-negro.

Arbitragem

Wagner Reway, árbitro Fifa, apita a decisão. Nas bandeiras, Schumacher Marques e Paulo Ricardo serão os seus assistentes. Tiago Ramos e Thiago Galdino ficam suplência do trio.

Escalações

Botafogo-PB: Saulo, Israel, Lula, Donato, Fábio Alves; Rogério, Marcos Vinicius, Marcos Aurélio, Clayton; Dico e Nando. Técnico: Evaristo Piza.

Campinense: Wagner Coradin, Neilson, Jean, Richardson, Vitor Maranhão; Cléber, James, Gabriel (Romeu), João Paulo; Chaveirinho, Lopeu. Técnico: Francisco Diá.

Equipe @Vozdatorcida

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 3937 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.