Sousa e Botafogo-PB divergem da FPF sobre vantagem nas semifinais

Foto: Voz da Torcida

O confuso regulamento do Campeonato Paraibano deste ano segue alvo de discussões entre os clubes nos bastidores da bola. Em pauta agora está a questão de quem vai ter as vantagens na semifinal do Estadual, que consistem em disputar o jogo de volta em casa e jogar por um empate no resultado agregado do mata-mata que decide os finalistas do torneio. A Federação Paraibana de Futebol (FPF) tratou logo de analisar o caso e cravou: Campinense e Treze, líderes dos Grupos A e B, respectivamente, decidirão a semifinal em Campina Grande e passam de fase em caso de empate no resultado agregado.

A confusão neste tema do regulamento se dá por conta da redação do documento que rege o Campeonato Paraibano. No inciso 3º do artigo nove, que trata da terceira fase (semifinal) do Estadual, a redação do regulamento explica que “os clubes que obtiverem melhores índices técnicos na Primeira Fase terão direito ao mando de campo na segunda partida e de jogar pelo empate em pontos ganhos e saldo de gols”.

Este inciso dá a entender que, trazendo para o cenário atual da competição, o vencedor de Botafogo-PB e Sousa, ambos com mais pontos do que o Treze na primeira fase, teriam as vantagens na semifinal contra o Galo da Borborema.

Entretanto, logo abaixo deste inciso há uma previsão de como seria a tabela da semifinal, onde está registrado que os líderes dos grupos da primeira fase (Campinense e Treze) têm o mando de campo do jogo de volta da semifinal.

Isto referenda também o 1º inciso do artigo nove, que trata da primeira fase. Nele está explicado que “Os clubes de melhor índice técnico – primeiros colocados do Grupos A e B, serão integrados diretamente à Terceira Fase – Semifinal do Campeonato.”

De acordo com o diretor jurídico da FPF, Marcos Souto Maior, o entendimento da entidade é de que os líderes dos grupos na primeira fase têm as vantagens nas semifinais. Ele ainda alegou que alguns times estão pegando um trecho do dispositivo e interpretando para beneficiá-los.

“Nosso entendimento é de que a vantagem é dos líderes. Depois dessa fase que está sendo disputada, a FPF vai procurar os semifinalistas para explicar isso em uma reunião. Quem não concordar pode procurar seus direitos”, comentou.

Botafogo-PB e Sousa discordam da FPF

Como Serrano-PB e CSP, que disputam a outra pré-semifinal, somaram menos pontos na fase de grupos do que o Campinense, adversário futuro de um deles na semifinal, apenas Botafogo-PB e Sousa estão encampando a discussão sobre o regulamento.

Ambos pontuaram mais do que o Treze na primeira fase do Paraibano e entendem que o regulamento coloca quem passar deste duelo com as vantagens diante do Treze na semifinal. O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, disse que o regulamento é claro, e que a primeira fase que define essa questão.

“A melhor campanha é a da primeira fase. O regulamento fala em índice técnico da primeira fase. Tem que aplicar o regulamento”, disse o dirigente.

Quem foi na mesma linha de Aldeone foi o diretor executivo de futebol do Botafogo-PB, Francisco Sales. Para o dirigente do Belo, o regulamento também não deixa dúvidas.

“Eu li e achei que ficou bem claro. Quem tem a vantagem é o de melhor índice técnico da primeira fase. Com isso, quem passar de Sousa e Botafogo-PB tem a vantagem contra o Treze”, avaliou.

*Com informações de Élison Silva, Edgley Lemos, Adriano Almeida e Pedro Alves

Equipe @Vozdatorcida

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 3856 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.