Falta de datas preocupa FPF para remarcação de jogos

Com um campeonato inchado, aliado a um regulamento estranho e confuso, a participação dos clubes paraibanos nas competições regionais e nacionais continua provocando muita dor de cabeça ao Departamento Técnico da Federação Paraibana de Futebol (FPF).

É que as datas dos jogos destas competições estão coincidindo com as dos jogos do Campeonato Paraibano.

O segundo turno do estadual começou logo com o adiamento de dois jogos do Campinense, por causa da participação da equipe na Copa do Nordeste. As pelejas contra Nacional de Patos e Botafogo-PB já foram cumpridas.

Agora o problema é duplo: a participação de Campinense e Sousa na Copa do Brasil.
No dia 17, o jogo da Raposa contra o Atlético de Cajazeiras foi adiado porque no dia, o os paraibanos enfrentaram o Sampaio Correia em São Luís-MA.

Na mesma data, o jogo do Sousa contra o Nacional de Patos foi adiado porque o Dinossauro enfrentaria o Coritiba. Estes jogos, a princípio, estariam remarcados para o dia 9 de maio, mas já estão correndo risco de não serem realizados nesta data.

O problema aumenta com a confirmação do jogo Campinense e Flamengo para o dia 1º de maio, forçando o adiamento do clássico Treze x Campinense marcado para a mesma data.

Em relação ao Sousa, se o Dinossauro não for eliminado no primeiro jogo contra o Coritiba, programado para a próxima quarta-feira, no Marizão, em Sousa, terá de fazer o jogo de volta em Curitiba, justamente no dia 8 de maio.

– A situação está ficando complicada e encontrar datas não está fácil. A CBF marca os jogos sem levar em conta os campeonatos estaduais. Temos que fazer as finais do Paraibano até o dia 23 de maio e estou vendo que será difícil cumprir isto – projetou José Araújo, assessor técnico da FPF.

O dirigente disse ainda que com a confirmação dos jogos a entidade vai precisar fazer um estudo para a adequação dos jogos adiados em cumprimento do calendário.

– Estou vendo até a possibilidade de fazer jogos com um intervalo de 48 horas, que é o tempo mínimo exigido por lei. A situação tende a piorar ainda mais se os nossos clubes conseguirem passar para as próximas fases da Copa do Brasil – alertou Araújo, já preocupado com o adiamento do clássico em Campina

Um aspecto que também está preocupando o Departamento Técnico da FPF é que o prazo dos contratatos de alguns jogadores se encerram no próximo mês e um adiamento das finais pode trazer sérios transtornos para alguns clubes.

– Nós estamos conscientes disto, por este motivo sei que teremos de tomar decisões difíceis – admite Araújo.

Equipe @Vozdatorcida com A União

3 Comentário

  1. Caros Adriano e Pedro Alves: O título da matéria acima, apesar da expressão torcer contra estar entre aspas, induz ao torcedor que a FPF segue esse pensamento. De forma alguma. A Federação jamais irá torcer contra um filiado seu e ainda mais numa competição de âmbito nacional.

  2. Acho burrice acreditar e gerar uma matéria com essa conotação. A maior prova foi a do campinense que após ter sido campeão da Copa Nordeste fez com que o canal Esportivo Esporte Interativo fechasse um contrato com a FPF e os clubes para a transmissão dos jogos do Campeonato paraibano 2014. Os clubes paraibanos se destacando, todos ganham: torcedores, clubes federações e o comercio. Fica a dica!

Comentários não permitidos.