Colunista: Futebol e a Alma de um brasileiro

Futebol, maldita bola que deixa a nós, brasileiros, em um estado de euforia contagiante e no minuto seguinte de uma tristeza absurda.

É algo que só Deus conseguiria explicar tamanha devoção!

Um simples esporte que nos faz xingar mães de pessoas desconhecidas, que nos faz gritar de alegria até perder a voz, abraçar pessoas que nunca vimos na vida, mandar pessoas pegar uma bandeira e fazer aquilo que você pensou mesmo, chorar feito criança, se angustiar e ficar triste sem nem saber como explicar o que está sentindo.

Futebol … Palavra sagrada para um povo, que vira uma religião de apaixonados pelos seus clubes, integrando um conjunto de emoções: amor, paixão , ansiedade, agonia… Tudo junto batendo dentro de nossos corações.

O “domingo”, é dia sagrado, pela manhã tem a igreja e a tarde tem futebol, seja no campo ou na televisão para um apaixonado o importante é estar perto de seu time… O seu amor.

Agora, a parte mais legal do futebol é ser torcedor, e nesse caso posso destacar a final da simples Copa Paraíba de futebol sub 21. Digo simples pela quantidade de clubes participantes e não na sua importância, pois, o campeão lhe coloca na condição de representar o estado na Copa do Brasil.

É verdade, a Paraíba tem futebol, João Pessoa tem futebol, tem o Auto Esporte Clube CAMPEÃO. Um clube tradicional que estava adormecido, uma torcida animada que estava adormecida, mas naquele sábado, teve emoção, teve paixão e principalmente teve amor. E na explosão do grito É CAMPEÃO, vi emoções transbordando em lágrimas que transformaram homens em crianças.

Nós torcedores (e me incluo nisso) somos um bicho estranho, vamos do amor ao ódio em questão de segundos, xingamos, choramos, gritamos, fazemos de tudo um pouco, mas sempre estamos lá presentes nos estádios para o  próximo jogo. Ai me vem o questionamento: “faz tanto tempo que teu time do Auto Esporte não ganhava nada e o torcedor continua indo ao campo, por quê?”

E a resposta veio logo em seguida:

Ah!!! Paixão pelo futebol é isso, torcedor que é torcedor nunca vai abandonar seu time, mesmo que a bola não entre, mesmo que o estádio inteiro se cale, mesmo que fique tempos e tempos sem ser campeão, não importa, a sua paixão pelo seu time nunca irá acabar. As palavras se atropelam ou se perdem quando se trata de expressar o amor pelo nosso time.

Tenho orgulho do time que torço, é o time da minha cidade que eu amo tanto, é do meu Estado que tenho o maior orgulho.

Isso é a religião do futebol, seu time pode até perder para o último colocado, o coração fica apertado, a raiva ainda está grande, mais longe o pensamento de desistir, longe disso, semana que vem lá estará o torcedor novamente no estádio, e se mais uma derrota vier, no outro jogo estará lá novamente, vestindo as cores do seu time, honrando o verdadeiro significado da palavra torcedor.

Amores na vida sempre teremos, alguns deles encerraram cedo ou tarde, porém como dizem 100% dos torcedores, o amor pelo time de coração jamais morrerá.

Eis uma frase que deixo para nós, principalmente para os nossos torcedores do futebol paraibano.

‘’Ainda que só reste eu na arquibancada, mesmo sozinho irei torcer e vencer com o meu time.

 Assim como Drummond que torceu contra o vento, que derrotado passou a soprar ao contrário. ’’

Equipe @Vozdatorcida

3 Comentário

  1. Realmente, o Auto Esporte é pura paixão. Só a paixão dos seus torcedores e dirigentes explicam o fato desse time não ter acabado. Enquanto houver um torcedor apaixonado, o Auto será eterno!

  2. É aniversário do CENTRO ESPORTIVO BAYEUX-PB.

    No dia 04 de dezembro, a partir das 06h, no campo de futebol do Educandário Eunice Weaver, bairro Rio do Meio, em Bayeux, o Projeto Social sem fins lucrativos, que atende 120 crianças de diversas comunidades carentes de Bayeux e da Grande João Pessoa, completa quatro anos de sua fundação.

    E para comemorar, uma grande festa vai ser realizada. Um café da manhã será servido, com transmissão, ao vivo, do programa A Paraíba é Notícia, através da Rádio Sanhauá, das 5h às 9h. Logo em seguida, haverá um torneio de futebol, com crianças das categorias sub-12 e sub-17 do CSB.

    O evento, promovido pelos radialistas Weliton Alves e Uedson Luís, fundadores do Projeto, contará com a participação de autoridades como os secretários Fábio Maia (Esportes do Estado) e Aparecida Ramos (Desenvolvimento Humano da Paraíba), jornalistas e de jogadores amadores e profissionais, com destaque para Genivaldo (goleiro do Botafogo), Edson Ratinho (Mallorca – Espanha), Carlinhos Paraíba (ex-zagueiro do Auto e Botafogo) e Josivaldo, o “Sapé” (destaque do futebol amador de Bayeux).

    Edson Ratinho
    Josivaldo (“Sapé”)
    Carlinhos Paraíba

    Por Décio Freire

Faça um comentário