Advogado registra chapa para eleição presidencial da FPF

Foto: Divulgação

Com as eleições marcadas para o dia 29 de setembro, apenas uma chapa registrou candidatura à Presidência da Federação Paraibana de Futebol.

E pelo que se desenha, como o prazo para inscrição de chapas se encerra na próxima quarta-feira, dia 19, haverá apenas um grupo disputando o poder da “Casa da Bola” do Estado.

Isso porque o advogado pessoense Eduardo Araújo, de 31 anos, registrou sua candidatura nesta quarta-feira (12) contando com o apoio de 13 dos 19 clubes profissionais com direito a voto.

O estatuto da FPF versa que para se candidatar à Presidência da entidade, o postulante deve contar com apoio de pelo menos oito clubes profissionais, o que, em tese, no quadro atual, é impossível para outro concorrente.

Até então, quatro pré-candidaturas estavam colocadas no processo, realizando articulações. Somente Eduardo Araújo, porém, registrou chapa.

Há um detalhe importante, entretanto. Das agremiações signatárias da chapa do advogado pessoense, que teve uma passagem rápida como diretor da FPF esse ano, cinco (Auto Esporte, São Paulo Crystal, Queimadense, Paraíba e Nacional de Pombal) ainda seguem com pendências financeiras com a Federação, o que lhes deixam fora do grupo de 19 clubes que formam o colégio eleitoral neste momento.

Em seu registro de candidatura, Eduardo conseguiu a subscrição oficial de dois apoios importantes: Botafogo-PB e Campinense. Atlético de Cajazeiras, Sport Campina, Femar, Spartax, Nacional de Patos e Sousa também estão apoiando a chapa.

Dentre os clubes amadores, Eduardo Araújo conseguiu as assinaturas de Boa Vista, Avaí, Força Comunitária, Portuguesa-PB, Scorpios, Flamengo-PB, Padré Zé, União e Atlético Pessoense. Todos os nove times fazem parte do colégio eleitoral.

Equipe @Vozdatorcida