Presidente diz que Botafogo-PB está próximo de escolher treinador para 2018

O Belo completará 86 anos nesta semana, e uma das novidades do clube deve ser o anúncio do novo treinador. Nomes conhecidos já estiveram na pauta do clube

Foto: Raniery Soares/ Correio da Paraíba

Treze, Campinense, Atlético de Cajazeiras, Sousa e Serrano, ou seja, metade dos times da elite do Paraibano de 2018, já anunciaram seus treinadores e iniciaram seus planejamentos para a disputa da próxima temporada. Além deles, os recém-promovidos Nacional de Patos e Desportiva Guarabira também tem tendência a continuar com seus técnicos.

De férias desde o fim da primeira semana de setembro, quando encerrou sua participação na Série C se livrando do rebaixamento após vencer o Sampaio Corrêa-MA fora de casa e contar com uma derrota do Moto Club-MA para o Fortaleza, o Botafogo-PB segue em silêncio sobre seus movimentos visando as competições do próximo ano.

A única coisa que se sabe é que a montagem do elenco será feita após a escolha do novo treinador. Atualmente o time conta apenas com os goleiros João Manuel e Edson, os laterais esquerdos Luiz Paulo e Carlos Renato, o zagueiro Walber, os volantes Magno, Patrick Mota e Djavan, e o atacante Dico. Os dois últimos estão emprestados à ABC-RN e Náutico, respectivamente.

Mas, ao que parece, o suspense sobre o nome do novo comandante botafoguense está perto do fim. Em 2017 o time foi dirigido por Itamar Schulle, que chegou no fim de 2015 no clube, Ademir Fonseca, que durou apenas quatro partidas a frente do Belo, e Ramiro Souza, interinamente, nos dois últimos jogos da terceira divisão.

O presidente do clube, Zezinho do Botafogo, falou a respeito das conversas para definição do perfil do próximo profissional que será contratado.

– Esta semana teremos um posicionamento oficial. O que posso adiantar é que estamos avaliando alguns nomes e a nossa escolha será pautada em um treinador que tenha o perfil que estamos procurando. O técnico que queremos conhece o futebol do Nordeste e já passou por clubes de expressão do futebol nacional. Estamos nos detalhes finais. É o que posso dizer – disse.

Pelo que foi apurado, após a demissão de Itamar Schulle, alguns nomes estiveram na pauta da diretoria do Belo antes do acerto com Ademir Fonseca, que era o último da lista, o que pode dar alguma pista sobre cotados para assumir o time em 2018.

Entre eles estava o de Roberto Fernandes, que ficou muito próximo de um acerto, segundo o próprio mandatário botafoguense. Atualmente o treinador está no Náutico-PE lutando contra o rebaixamento na Série B. O técnico, inclusive, esteve no Almeidão observando a partida do Botafogo-PB contra o ASA-AL. O Timbu contratou recentemente os atacantes Dico e Rafael Oliveira, que revivem a dupla de ataque que marcou 12 gols na fase de grupos da terceira divisão vestindo a camisa botafoguense.

Outro nome que esteve na mesa da direção do Belo foi o de Márcio Bittencourt, campeão brasileiro dirigindo o Corinthians de Tevez em 2005, e que já passou por vários times nordestinos, como Fortaleza, Santa Cruz-PE, Náutico-PE e Icasa-CE. Em abril deste ano ele retornou ao Timão, onde faz avaliação de jovens que querem entrar nas categorias de base do alvinegro paulista.

Recentemente o Botafogo-PB fez uma consulta ao treinador Beto Campos, campeão gaúcho em 2017 dirigindo o Novo Hamburgo, e que passou pelo Náutico-PE. Porém, o técnico acertou com o Criciúma-SC, e deve retornar ao time do Rio Grande do Sul ao fim da Série B do Brasileiro.

Em 2018 o Botafogo-PB disputará o Campeonato Paraibano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série C.

Equipe @Vozdatorcida com Raniery Soares/Correio da Paraíba