Confira a seleção do Paraibano montada pela equipe do Voz da Torcida

Foto: Raniery Soares/Paraíba Press/FPF

Com o fim do Campeonato Paraibano, a equipe que mais entende de futebol paraibano se reuniu para eleger a seleção da competição. Ao todo, 9 profissionais votaram nos melhores jogadores do torneio e também fizeram outros tipos de análises acerca o estadual de 2017, que teve o Botafogo-PB como o grande campeão. O Belo, aliás, que foi o clube com mais representantes na seleção, além do técnico.

Confira a seleção eleita pela equipe  do VT e também os times de cada profissional:

Esquema: 4-3-3 (7 votos)

Goleiro: Adson – Internacional-PB (7 votos)

Lateral-direito: Ferreira – Treze (6 votos)

Zagueiro: Fábio Bilica – Auto Esporte (6 votos)

Zagueiro: Bruno Maia – Botafogo-PB (4 votos)*

Lateral-esquerdo: Alisson – Atlético-PB (5 votos)

Volante: Djavan – Botafogo-PB (8 votos)

Volante: Magno – Campinense (8 votos)

Meia: Gustavo Rato – Atlético-PB (9 votos)

Atacante: Dico – Treze (6 votos)

Atacante: Augusto – Campinense (6 votos)

Atacante: Rafael Oliveira – Botafogo-PB (9 votos)

Técnico: Itamar Schülle (7 votos)

Craque: Rafael Oliveira (9 votos)

Revelação: Alisson (3 votos)

Decepção: Sousa (7 votos)

Melhor contratação: Augusto (4 votos)

Pior contratação: Marcos Paullo – Campinense (5 votos)

Árbitro: Renan Roberto (7 votos)

Auxiliares: Kildenn Tadeu (6 votos) e Oberto Santos (4 votos)

Gol mais bonito: Fernandinho, pelo jogo de ida da final do Campeonato Paraibano (2 votos)**

Momento memorável: a organização da edição do Campeonato Paraibano 2017 (3 votos)

Élison Silva (editor e comentarista)

Goleiro: Adson (Inter-PB)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Zagueiro: Bruno Maia (Botafogo-PB)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético de Cajazeiras)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Volante: Magno (Campinense)
Meia: Gustavo Rato (Atlético de Cajazeiras)
Atacante: Isaías (Auto Esporte)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schulle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Tiago Orobó (Campinense)
Decepção: Sousa Esporte Clube
Melhor contratação: Mosquito (Atlético de Cajazeiras)
Pior contratação: Marcos Paullo (Campinense)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Oberto Santos e Kildenn Tadeu
Gol mais bonito: Gil Bala, em Auto Esporte x Serrano
Momento memorável: organização do Campeonato Paraibano 2017

Iago Sarinho (repórter)

Goleiro: Adson (Inter-PB)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Tiago Bob (Auto Esporte)
Zagueiro: Bruno Maia (Botafogo-PB)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético de Cajazeiras)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Volante: Sapé (Botafogo-PB)
Meia: Gustavo Rato (Atlético de Cajazeiras)
Atacante: Augusto (Campinense)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schulle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Alisson (Atlético de Cajazeiras)
Decepção: Sousa Esporte Clube
Melhor contratação: Gustavo Rato (Atlético de Cajazeiras)
Pior contratação: Robston (Botafogo-PB)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Broney Machado e Kildenn Tadeu
Gol mais bonito: Fernandinho (Botafogo-PB x Treze)
Momento memorável: organização do Campeonato Paraibano 2017

Edgley Lemos (repórter)

Goleiro: Adson (Internacional-PB)
Zagueiro: Plínio (Botafogo-PB)
Zagueiro: Ítalo (Treze)
Zagueiro: Bruno Maia (Botafogo-PB)
Volante: Magno (Campinense)
Volante: Robson (Treze)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Meia: Gustavo Rato (Atlético)
Atacante: Isaías (Auto)
Atacante: Augusto (Campinense)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Índio Ferreira (Deixou o Inter no G4 e quase levou o Sousa pra semi)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Alyson (Atlético)
Decepção: Sousa
Melhor contratação: Augusto (Campinense)
Pior contratação: Marcelinho Paraíba (Treze)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Kildenn Tadeu e José Maria de Lucena Neto
Gol mais bonito: Thiago Almeida (Internacional-PB 1×0 Paraíba – 2ª rodada)
Momento memorável: 7-0 do Auto que não valeu de nada

Vitor Oliveira (repórter e narrador)

Goleiro: Adson (Internacional)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Zagueiro: Bruno Maia (Botafogo-PB)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético-PB)
Volante: Magno (Campinense)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Meia: Gustavo Rato (Atlético)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: Isaías (Auto Esporte)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schulle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Gustavo Rato (Atlético)
Decepção: Sousa
Melhor contratação: Augusto (Campinense)
Pior contratação: Robston (Botafogo-PB)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Kildenn Tadeu e Broney Machado
Gol mais bonito: Mosquito do Atlético-PB (contra o Belo, na segunda rodada)
Momento memorável: Auto Esporte vencendo por 7 a 0 na última rodada e sendo desclassificado.

Pedro Alves (repórter e comentarista)

Goleiro: Adson (Internacional)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Zagueiro: Leandro (Sousa)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético-PB)
Volante: Magno (Campinense)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Meia: Gustavo Rato (Atlético)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: augusto (Campinense)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schulle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Alisson (Atlético)
Decepção: departamento de futebol do campinense
Melhor contratação: Augusto (Campinense)
Pior contratação: Marcos Paulo (Campinense)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Márcio Freire e José Maria Neto
Gol mais bonito: Mosquito do Atlético-PB (contra o Belo, na segunda rodada)
Momento memorável: Contusão de Pablo Alves, e ele seguindo apitando, sem correr

Raniery Soares (repórter fotográfico)

Goleiro: Michel Alves (Botafogo)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Plínio (Botafogo)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético de Cajazeiras)
Volante: Djavan (Botafogo)
Volante: Magno (Campinense)
Meia: Marcelinho Paraíba (Treze)
Meia: Gustavo Rato (Atlético)
Atacante: Augusto (Campinense)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo)
Treinador: Sérgio China (Campinense)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo)
Revelação: Gustavo Rato (Atlético)
Decepção: Sousa Esporte Clube
Melhor contratação: Augusto (Campinense)
Pior contratação: Marcos Paulo (Campinense)
Melhor árbitro: Josemarques Domingues
Melhores assistentes: Oberto Santos e José Maria Neto
Gol mais bonito: Rafael Ibiapino, do Serrano, na partida contra o Botafogo pela 6ª rodada
Momento memorável: Celso Teixeira, no primeiro jogo da final, pedindo para o goleiro Diego ficar se movimentando para não “ficar frio”

Yan Cavalvanti (repórter)

Goleiro: Ádson (Internacional)
Lateral-direito: Ferreira (Treze)
Zagueiro: Plínio (Botafogo)
Zagueiro: Fábio Bilia (Auto Esporte)
Lateral-esquerdo: Gilmar (Campinense)
Volante: Djavan (Botafogo)
Volante: Magno (Campinense)
Meia: Gustavo Rato (Atlético)
Atacante: Marcelinho (Treze)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo)
Atacante: Mosquito (Atlético)
Técnico: Itamar Schülle (Botafogo)
Craque: Rafel Oliveira (Botafogo)
Revelação: Fernandinho (Botafogo)
Decepção: Sousa
Contratação: Fábio Bilica
Pior Contratação: Marcos Paullo (Campinense)
Arbitro: Renan Roberto
Assistentes: Oberto Santos e Kildenn Tadeu
Gol: Gil Bala contra o Serrano
Momento: organização do Campeonato Paraibano 2017

Adriano Almeida (comentarista)

Goleiro: Adson (Inter-PB)
Lateral-direito: Vicente(Atlético de Cajazeiras)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Zagueiro: Plínio (Botafogo-PB)
Lateral-esquerdo: Alisson (Atlético de Cajazeiras)
Volante: Djavan (Botafogo-PB)
Volante: Magno (Campinense)
Meia: Gustavo Rato (Atlético de Cajazeiras)
Atacante: Augusto(Campininse)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schülle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Revelação: Walber (Botafogo-PB)
Decepção: Sousa Esporte Clube
Melhor contratação: Mosquito (Atlético de Cajazeiras)
Pior contratação: Marcos Paullo (Campinense)
Melhor árbitro: Renan Roberto
Melhores assistentes: Oberto Santos e Kildenn Tadeu
Gol mais bonito: Fernandinho Botafogo-PB (1° jogo da final em Campina Grande)
Momento memorável: A contusão do árbitro Pablo, sem condições de continuar apitando a partida, mas por medo de deixar a apito com o árbitro reserva (por falta de experiencia) continuou no apito mesmo mancando e levado o jogo na manha.

Phillipy Costa (repórter)

Goleiro: Rafael Copetti (Serrano)
Zagueiro: Fábio Bilica (Auto Esporte)
Zagueiro: Ítalo (Treze)
Zagueiro: Rafael Jansen (Campinense)
Volante: Robson (Treze)
Volante: Magno (Campinense)
Volante: Dedé (Treze
Meia: Gustavo Rato (Atlético de Cajazeiras)
Atacante: Augusto(Campininse)
Atacante: Dico (Treze)
Atacante: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)
Treinador: Itamar Schülle (Botafogo-PB)
Craque: Rafael Oliveira (Botafogo-PB)

* Bruno Maia e Plínio – ambos do Botafogo-PB – tiveram 4 votos. Bruno Maia ficou na seleção pelos critérios de desempates (jogou mais jogos que Plínio na competição).

** Os gols de Gil Bala, Mosquito e Fernadinho empataram com dois votos, cada. No critério de desempate (gol na terceira fase), o de Fernandinho ficou com o título de gol mais bonito.

Equipe @vozdatorcida