Botafogo-PB vê Fortaleza e Remo beneficiados e sugere Série C em pontos corridos

Segundo Francisco Sales, os times jogam sempre com mandos de campo alternados, enquanto o restante, em algum momento, tem que jogar seguidamente fora ou em casa

Foto: Raniery Soares/ Paraíba Press

O Botafogo-PB já tem alguns pontos para discutir quando houver a primeira reunião para discutir a Série C do Campeonato Brasileiro de 2018. A principal pauta do Belo está definida: vai lutar por uma competição sem grupos e nos mesmos moldes das Séries A e B.

Além disso, o clube entende que a competição precisa proporcionar recursos para os clubes participantes, seguindo o mesmo exemplo das séries de elite do futebol nacional. Atualmente o torneio é televisionado, mas o valor pago para a compra destes direitos serve para cobrir os custos do campeonato, segundo a Confederação Brasileira de Futebol. Segundo o novo diretor executivo de futebol do clube, Francisco Sales, está na hora da competição ser rentável.

– Muitos clubes preferem que a fórmula seja igual à das séries A e B. A gente vai lutar por isso na CBF. Ela diz que é inviável, que não tem recursos financeiros para fazer a competição dessa forma. Inclusive, os clubes da Série C não recebem cota de transmissão, como tem na Série B, na Copa do Nordeste. Mas já está na hora dos clubes receberem dinheiro por estarem na Série C – disse.

Outra pauta que o Botafogo-PB pretende colocar na mesa da discussão sobre a terceira divisão nacional é em relação à tabela de jogos. Segundo Sales, o Remo e o Fortaleza (que subiu para a Série B e, portanto, não jogará a Série C em 2018) foram beneficiados neste ano, na construção da tabela.

– Eu fiz um estudo na tabela deste ano e a gente pode perceber claramente que Remo e Fortaleza são beneficiados, enquanto todos os outros clubes do grupo não são. Os dois times sempre alternam os jogos: um em casa, outro fora. Enquanto as outras equipes precisam, em certos momentos, jogar duas partidas fora. Por que é assim? Por que o tratamento com Remo e Fortaleza é diferente – questionou.

Equipe @Vozdatorcida