Disputa por titularidade no gol movimenta pré-temporada do Campinense

Foto: Divulgação/ Campinense Clube

Final de 2019 e os trabalhos nos bastidores dos clubes que vão disputar o Campeonato Paraibano do próximo ano estão a todo vapor, principalmente para definir quais serão os jogadores que devem começar a temporada com a vaga de titular no time principal.

No Campinense, essa disputa vem sendo acirrada quando o assunto em questão é a camisa 1.

Além do retorno de Pantera, velho conhecido da torcida raposeira e do técnico Oliveira Canindé, os goleiros Adilson Júnior e João Manuel brigam pela vaga.

No primeiro jogo-treino desta pré-temporada, o treinador esboçou o time titular pela primeira vez na derrota pelo placar de 1 a 0 para o Naútico Clube Retiro, de Lagoa Seca. A equipe começou com Pantera como defensor da meta, mas Adilson entrou no decorrer da partida.

Faltando poucos dias para um novo teste, desta vez em jogo amistoso diante do Treze, na próxima terça-feira (17), a dúvida segue pairando no Renatão.

Nos bastidores, o goleiro Adilson destaca que, apesar do interesse em começar a temporada como titular, a briga interna vem sendo boa para o clube.

– É uma briga sadia. Nós estamos aqui para servir ao Campinense, independente de quem vai ser o escolhido pelo Canindé e pelo Wellington, nosso preparador de goleiros. A gente tem que trabalhar e dar o nosso melhor para que quando a oportunidade aparecer nós estejamos bem para ajudar o Campinense – afirmou.

A equipe técnica vem intensificando os trabalhos para que os atletas disputem a vaga no mesmo patamar de preparação para defender a meta da Raposa buscando o título do Estadual.

Nos últimos anos, o gol foi a posição que deu mais ídolos para os rubro-negros. Pantera, que defendeu a meta raposeira em 2008, no acesso para a Série B, e no título do Nordestão de 2013, Gledson, bicampeão estadual e vice da Copa do Nordeste e, mais recentemente, Jeferson, caíram nos braços da torcida pelo empenho em defender a camisa do clube.

Competindo com um ídolo, Adilson aposta no trabalho diário para atrair a atenção de Canindé.

–  É o dia a dia. Tem que trabalhar e se empenhar porque todo mundo tem suas qualidades. Acredito que a qualidade de um ou de outro que agradar o Canindé é quem vai ser escolhido para começar a defender as cores do Campinense no começo da competição – ressaltou o goleiro.

A expectativa é que o goleiro titular seja definido nos próximos dias para que a Raposa inicie o ano de 2020 afinado para iniciar a disputa pelo título de campeão Estadual.

Equipe @Vozdatorcida por Ana Flávia Nóbrega

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 4011 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.