Em jogo de cinco gols, Campinense perde para Ferroviário-CE

Fotos Pedro Chaves / FCF

Em um jogo eletrizante e de muito gols, o Ferroviário do Ceará fez valer o mando de campo e venceu o Campinense por 3 a 2, neste domingo, no primeiro confronto do mata-mata das quartas de final da Série D do Brasileiro. A partida foi realizada no estádio Castelão, em Fortaleza.

Edson Cariús, de pênalti, Juninho e Janueldo fizeram os gols do Ferrim. Pela Rsposa, marcaram Denilson e Danilo Bala. Com a derrota, o Tubarão cearense só precisa de um empate para avançar às semifinais.

Apesar do revés, o Rubro-negro mantém grandes chances de chegar ao acesso na partida de volta, que acontece na próxima segunda-feira, às 19h, no Amigão. Isso porque, caso vença por dois gols de diferança garante o acesso. Se for por um gol, a decisão será nos pênaltis, como aconteceu em duas oportunidades do mata-mata.

O JOGO

A primeira parte da partida foi de tirar o fôlego. O Ferroviário começou o jogo incomodando o Campinense em jogadas de bola aérea, mas logo o time visitante começou a encontrar brechas para jogadas de velocidade e também incomodou. Aos 16 minutos, a Raposa chegou a abrir o placar com Danilo, mas a arbitragem interpretou que o jogador dominou a bola com o braço e anulou o gol.

O Ferroviário também mostrou que tinha velocidade e fez o Campinense provar do próprio veneno. Aos 21 minutos, Juninho Quixada disparou em contra-ataque, invadiu a área driblando e foi derrubado. A arbitragem marcou pênalti.Na cobrança, Edson Cariús, artilheiro da Série D, foi para a cobrança e marcou mais um, seu nono gol.

O Campinense seguiu agudo e reagiu. Aos 33 minutos, Denilson subiu muito bem no meio da marcação para cabecear no cantinho e empatar a partida. Mas a noite era do inspirado Juninho Quixadá, que aos 36 minutos voltou a colocar o Ferroviário em vantagem. O atacante recebeu na entrada da área e bateu com curva para fazer um golaço e levar o jogo com o placar de 2 a 1 para o intervalo.

SEGUNDO TEMPO

O jogo voltou no mesmo ritmo agitado do intervalo. Logo aos 4 minutos, Quixadá bateu para o gol do Campinense, o goleiro deu rebote e Lucas Mendes isolou, batendo de primeira e desperdiçando uma grande chance de ampliar. Os mandantes aproveitaram o momento para fazer mais um. Juninho Quixadá trouxe para o meio e Janeudo apareceu batendo de primeira aos 16 minutos para fazer uma pintura no Castelão.

Apesar da vantagem de dois gol no placar, o Ferroviário seguiu se lançando ao ataque e cedendo espaços, o que custou caro para o time da casa. Aos 32 minutos, a Raposa armou contra-ataque, a bola chegou para Danilo Bala, que colocou na frente e bateu entre as pernas do goleiro para diminuir.

O segundo gol do Campinense murchou a equipe do Ferrão e o clube da Paraíba quase conseguiu o empate. Aos 35 minutos, Jorginho mandou uma bicicleta e acertou a trave do Ferrão. Aos 43, Danilo Bala bateu com desvio e quase fez mais um. Aos 45, Marcinho saiu na cara do gol e bateu para defesa do goleiro do Ferrão. O Campinense seguiu em cima nos momentos finais, mas não marcou e o duelo terminou com vitória do Ferrão por 3 a 2.

Ficha Técnica

Ferroviário-CE – Gleibson; Lucas Mendes, Luis Fernando, André Lima e Sávio; Mazinho, Janeudo e Leanderson;
Esquerdinha (Valdeci), Juninho Quixadá (Dudu) e Edson Cariús (Vitinho). Técnico: Marcelo Vilar

Campinense – Jeferson; Douglas Santos, Willian Goiano, Rafael Jensen e Zeca; Gustavo Henrique, Felipe Macena (Beto) e Jorginho; Denilson, Thiago Potiguar (Marcinho) e Danillo Bala. Técnico: Ruy Scarpino

Gols – Edson Cariús (F) 23min, Denilson (C) 33min, Juninho Quixadá (F), 35min do 1ºT, Janeudo (F) 16min; Danilo Bala (C), aos 32min do 2ºT

Cartões Amarelos – Juninho Quixadá, Vitinho e André Lima (F); Luiz Fernando e Danilo Bala (C)
Árbitro – Anderson Daronco (RS)
Assistentes – Kleber Lucio Gil (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)

Equipe @Vozdatorcida com Paraiba Online