Goleiro do Botafogo-PB revela receio com volta precoce do Paraibano

Foto: Iaco Lopes / Voz da Torcida

O goleiro do Botafogo-PB, Felipe, é mais um atleta que revela receio com a volta precoce do Campeonato Paraibano. Em entrevista coletiva realizada na última terça-feira (30), o jogador falou à imprensa que, com as datas atuais, o tempo de preparação para o retorno está muito curto.

Além do intervalo pequeno entre o reinício dos treinos e da primeira partida, ainda não existe uma garantia de que o jogo realmente acontecerá. Segundo Felipe, essa indefinição atrapalha o foco dos atletas.

— A gente fica nessa indefinição. Foi passado para a gente a nossa apresentação. A gente se apresentou, estamos nos preparando para esse jogo do dia 18, até porque é um espaço muito curto de treinamento. São três meses praticamente inativos, sem os devidos trabalhos, e você tem 16 dias para poder se preparar para um jogo importante. O tempo é bem curto, a gente tá se preparando para isso e só vamos saber se realmente vai ter o jogo próximo da data — relatou.

O campeonato foi suspenso no dia 18 de março, quando a Paraíba não ainda registrava nenhum caso confirmado de Covid-19. Atualmente, cerca de três meses depois, o estado passou dos 1000 óbitos pela doença. Isso causou estranheza para Felipe, que não entendeu a lógica de paralisar o estadual no início, mas retornar no auge da pandemia.

— A minha visão é que quando o campeonato parou, ainda não tinha morte nenhuma. Agora o campeonato pode retornar tendo morte, é algo que a gente não entendo muito bem. Mas o Botafogo-PB está dando essa tranquilidade aqui pra gente, mas sabemos que não é 100% de certeza que você não vá se contaminar. Se realmente tiver jogo, você não sabe se no outro lado vão estar cumprindo as normas. Aqui a gente está sendo testado, está cumprindo as normas, mas não sabemos das outras pessoas que a gente possa ter contato no campo. A gente trabalha, tenta focar 100% no campo, mas não também não tem como não pensar nessa situação que está acontecendo no mundo todo — disse.

Apesar do clima melancólico neste retorno do futebol, o goleiro elogiou a estrutura do Botafogo-PB e garantiu que o elenco dará o seu melhor no clássico contra o Campinense, marcado para o dia 18 de julho, em João Pessoa.

— É difícil você ficar 100% focado sabendo que ainda estamos vivendo essa pandemia. Mas o Botafogo-PB está nos dando toda essa tranquilidade de chegar aqui, de fazer os testes. Essa estrutura que está sendo passada para a gente, ficamos um pouco mais tranquilos para fazer o nosso trabalho. Se tiver que jogar no dia 18, se realmente acontecer, vamos entrar e dar o nosso melhor — explicou.

Os treinos do Belo foram retomados na última segunda-feira (29). A equipe comandada por Mauro Fernandes está treinando com dois grupos separados, inicialmente focando na parte física. Aos poucos os treinos com bola serão implementados.

No momento da pausa, o time da estrela vermelha estava na terceira colocação do grupo A do Campeonato Paraibano, com 15 pontos ganhos e um jogo a menos. Se vencer o clássico diante do Campinense, o Belo entrará no G2, zona de classificação para as semifinais.

Equipe @Vozdatorcida