Formato do Paraibano é mantido e torneio começa na metade de janeiro

Foto: Reprodução

Em um hotel na orla de João Pessoa, na tarde desta terça-feira (29), em não-usual clima pacífico, dirigentes dos dez clubes participantes e da FPF definiram a fórmula de disputa do Campeonato Paraibano de 2020.

Apesar da divergência inicial, que envolvia a preferência de Botafogo-PB, Campinense e Treze por um modelo de pontos-corridos, priorizando a realização de todos os clássicos, foi mesmo mantido o regulamento do estadual de 2019, com 14 datas, e dez times divididos entre dois grupos de cinco, com cada chave enfrentando os rivais do outro grupo em turno e returno.

Nas semifinais, primeiros e segundos colocados de cada grupo se enfrentam, e os vencedores avançam para a decisão do certame.

O pior time de cada chave será rebaixado.

A proposta de manutenção foi apresentada pela Federação Paraibana de Futebol, e acatada por todas as agremiações.

Na divisão dos grupos, os cabeças-de-chave foram definidos de acordo com o Ranking Nacional de Clubes, e os outros três acabaram distribuídos de acordo com a classificação final do Paraibano de 2019.

Desta forma, o Grupo A ficou com Botafogo-PB, Treze, Atlético de Cajazeiras, Perilima e Sport Lagoa Seca, enquanto o Grupo B é formado por Campinense, Sousa, Nacional de Patos, CSP e São Paulo Crystal.

O início da competição está marcado para o dia 19 de janeiro, enquanto a final deve acontecer no dia 20 de abril.

A tabela de jogos e o regulamento detalhado ainda serão publicados.

Equipe @Vozdatorcida