Executivo do Treze detona arbitragem em empate contra o Manaus

Foto: Reprodução / Treze

O gerente executivo de futebol do Treze, Almir Dionísio, detonou a arbitragem do empate contra o Manaus, por 1 a 1, após a partida e revelou que o presidente do clube, Walter Júnior, irá até a sede da CBF reclamar dos supostos erros contra seu time e pedir que árbitros mais experientes apitem jogos do Galo da Borborema. O confronto aconteceu nesta segunda-feira (15), no Amazonas, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

— Vale lembrar que todas as cinco partidas que fizemos na Série C, nós fomos prejudicados pela arbitragem. Iniciando lá em Recife, diante do Santa Cruz, aquele absurdo. Nós estávamos ganhando de 2 a 1, uma falta que teve no Tales, no Rezende e o árbitro não deu. E aí teve a sequência do gol, depois um pênalti que estava impedido o atleta do Santa Cruz e ele também nem deu impedimento. Nós estamos com dificuldade como tivemos em Belém, contra o Paysandu, quanto tivemos o jogo em casa, então é muito complicado — disse o dirigente.

A reclamação forma contra os árbitros por parte do Treze também aconteceu na Série C de 2019, quando o presidente Walter Júnior fez a reivindicação na sede da CBF.

No duelo passado, contra o Remo, o Galo entrou com uma faixa onde tinha escrito: “O Treze não quer ser ajudado, mas não aceita mais ser prejudicado”.

— Diante disso, o presidente (Walter Júnior) já me comunicou que está indo na CBF, como ele fez ano passado, conversar para que tenham mais atenção com a equipe do Treze, que coloquem árbitros mais experientes. Não queremos ser ajudados, mas também não queremos ser prejudicados, porque a gente já tem a dificuldade diária de trabalho nossa. A gente está aqui fazendo o máximo — enfatizou.

Além das reclamações com uma suposta irregularidade no gol do Manaus, a diretoria do time visitante reprovou também os dez minutos de acréscimos dado pelo juiz Ilbert Estevam da Silva. Após uma confusão envolvendo jogadores do Galo e Policiais Militares, que jogaram gás de pimenta nos atletas trezeanos, o árbitro encerrou a partida. Entretanto, os dois times permaneceram em campo pois queriam jogar os minutos restantes.

A reivindicação não surtiu efeito, já que o trio de arbitragem deixou o gramado e as luzes do estádio foram apagadas. As duas equipes voltaram aos vestiários juntas como forma de protesto.

Com o empate, o alvinegro de Campina Grande fica na 9ª colocação do grupo A da Série C, com 2 pontos ganhos. O próximo desafio do Treze é contra o Jacuipense-BA, em casa, neste sábado, às 17 horas. O duelo será transmitido pela DAZN e pela Band nordeste.

Equipe @Vozdatorcida