Treinador do Bota-PB ressalta pouco trabalho de Felipe na vitória sobre o Treze

Foto: Josemarphotopress

Após um jogo seguro e uma vitória tranquila por 2 a 0 contra o Treze, as previsões de Mauro Fernandes, técnico do Botafogo-PB, foram cumpridas.

Na última terça-feira (28), depois da vitória por 1 a 0 contra o CSP, quando a equipe jogou mal e acabou pressionada, mesmo atuando com um a mais durante a maior parte do segundo tempo, o treinador disse que na primeira partida da semifinal, seus atletas teriam postura diferente e a exibição seria melhor.

Quase sem sofrer sustos, a vitória por 2 a 0 foi construída em apenas 25 minutos, ainda no primeiro tempo.

– Sabíamos que tínhamos um adversário difícil e perigoso, mas a gente estava muito confiante. Eu disse que a atuação que tivemos na terça era reflexo de uma série de coisas que tinham acontecido antes, viagens, cinco jogos em quinze dias, alguns jogadores que ficaram de fora. Mas vamos procurar manter daqui para frente. Foi um jogo muito disputado, os jogadores tiveram obediência tática para construir o placar no primeiro tempo. Falei aos jogadores que ganhamos um tempo da partida, mas temos um segundo e sabemos que vamos ter que jogar muito para conseguir nossa classificação – disse.

Com a vantagem desde cedo, o Belo quase não foi pressionado durante o restante do jogo. Com exceção de um cruzamento interceptado e um chute de fora da área que precisou acompanhar, e que acabou saindo pela linha de fundo, o goleiro botafoguense praticamente não trabalhou durante os 90 minutos.

– Se estou perdendo um jogo de 2 a 0, vou para cima de um adversário, às vezes até desorganizado. O Botafogo-PB foi muito inteligente, se postou bem dentro de campo e deixou o Treze martelar de um lado e do outro, mas sem grandes sustos. No jogo passado, do CSP, olha quantas defesas o Felipe fez. Contra o Treze, ele basicamente não fez nenhuma – explicou.

Na quarta-feira (05), quando vai até o Amigão decidir a vaga, podendo perder por até um gol de diferença para se classificar, Mauro Fernandes não vai poder contar com o camisa 10 Rodrigo Andrade, autor de um gol e uma assistência ontem (31), e que marcou três vezes nos últimos quatro jogos do Botafogo-PB. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo e se encontrará suspenso.

O técnico não demonstra pressa em escolher seu substituto, e afirmou que só vai definir a equipe na véspera da peleja.

– Teremos a revisão médica no domingo, vamos fazer uma montagem na terça-feira de manhã. Vamos trabalhar para escolher o melhor caminho para que a gente possa chegar à vitória – concluiu.

Equipe @Vozdatorcida