Oposição do Campinense realiza movimento e apresenta propostas para o clube

Foto: Divulgação

Intitulado “Movimento Renovação e Transparência”, o grupo de oposição no Campinense Clube realizou neste sábado (07), no tradicional “Calçadão” da Cardozo Vieira, no centro de Campina Grande, o lançamento de uma carta com dez propostas para a agremiação rubro-negra, que tem eleições marcadas para a primeira semana de dezembro.

O empresário William Simões, presidente da Raposa desde 2011, será mais uma vez candidato à reeleição.

A oposição, que tem no advogado e ex-presidente (2010) Rômulo Leal seu principal expoente, ainda não anunciou quem encabeçará a chapa, mas especula-se que o professor e ex-conselheiro José Roberto seja o candidato a gestor do clube para o biênio 2018-2019.

Em uma tenda armada no “Calçadão”, com música ao vivo e pouca interação dos raposeiros, o grupo divulgou uma carta com duas metas e dez propostas. O detalhe é que não consta no documento a assinatura de qualquer conselheiro ou sócio rubro-negro.

No discurso, a oposição fala em “resgate do patrimônio moral, ético e físico do Campinense Clube”, além do objetivo de “devolver o Campinense para os braços da sua fiel e apaixonada torcida”.

Já dentre as propostas, três tópicos chamam atenção. O primeiro versa sobre uma auditoria dos últimos cinco anos de gestão do clube, com ampla divulgação do que for apurado.

Adiante, em relação à gestão do Departamento de Futebol da Raposa, o grupo propõe o “advento de uma parceria com empresários, que assumirão a partir da assinatura do contrato, 50% da receita do Futebol Profissional, como também em caso de prejuízo responderão por 50% do passivo (sic)”.

Por fim, a proposta de número 10 diz que para celebrar a parceira e assumir o Campinense, os empresários interessados “terão que aportar a quantia entre quinhentos e um milhão de reais (…), ressaltando que o contrato de parceria passará pela análise do Conselho, como também será registrado com cartório, com validade por um período de dois anos, podendo ser renovado”.

Confira a íntegra da carta com as propostas do grupo oposicionista:

Foto: Divulgação