Para garantir reforma, Treze recua e quer início imediato das obras no Amigão

Assim como Raposa e Serrano, Galo tinha se posicionado a favor do adiamento da reforma no gramado do estádio, que ficaria fechado por quatro meses durante o Paraibano

Foto: Divulgação/ Secom-PB

Em nota divulgada nesta quinta-feira (09), um dia depois da divulgação da tabela do Campeonato Paraibano 2018, a diretoria do Treze se manifestou sobre a polêmica em torno das obras da troca do gramado e readequação da drenagem do campo de jogo do Estádio Amigão.

A cúpula alvinegra mudou o posicionamento e agora coloca-se contra o adiamento da obra.

No último dia 24 de outubro, através de ofício assinado por representantes de Campinense e Serrano, que mandam seus jogos naquela praça esportiva, além de Treze e Federação Paraibana de Futebol, foi solicitado ao Governo do Estado que o início da reforma do gramado fosse adiado para o segundo semestre de 2018.

O objetivo do pedido é evitar que o Amigão fique muito tempo interditado para jogos, o que acarretaria num grande transtorno para o andamento do Campeonato Paraibano, competição que já encontra dificuldade no apertado calendário estabelecido pela CBF.

De acordo com a edição desta quarta-feira (08) do Diário Oficial do Estado, o processo licitatório está em andamento, com duas empresas inscritas, mas apenas uma habilitada. A abertura da Proposta de Preços está marcada para a sexta-feira da próxima semana, dia 17, às 9h30.

Até que se siga todo o trâmite burocrático necessário, as obras certamente só serão iniciadas em meados de dezembro. Como a previsão é de no mínimo 90 dias de reforma, o Amigão só estaria apto para receber jogos no início de abril, quando o Paraibano se encontrará já nas finais.

Leia a íntegra da nota divulgada nesta quinta-feira (09) pelo Treze Futebol Clube.

NOTA

Tendo em vista as recentes notícias veiculadas na imprensa a respeito das obras do Estádio Governador Ernani Satyro “O Amigão”, o Treze Futebol Clube vem a público esclarecer que, em reunião realizada na Federação Paraibana de Futebol no último dia 24 de outubro, quando da definição do regulamento do Campeonato Paraibano de 2018, todos os clubes participantes, juntamente com o presidente da federação, assinaram um documento, solicitando ao Governo do Estado da Paraíba, o adiamento das obras no Estádio O Amigão, para que não comprometesse o início do campeonato.

No último dia 30, o Treze Futebol Clube foi convocado para uma reunião com o secretário de Esporte e Juventude do estado da Paraíba, juntamente com os demais clubes de Campina Grande.

Nesta segunda reunião, o referido secretário informou que poderia atender a solicitação para adiamento das obras no estádio O Amigão, porém ressaltou que não poderia garantir que a obra seria realizada no próximo ano, devido a eventuais problemas orçamentários.

Diante dessa informação, entendendo que o adiamento da obra ocasionaria sérios prejuízos para Campina Grande, uma vez que existe a possibilidade de sua não realização, fazendo assim com que cidade perca um benefício que por vários anos almejou, o Treze Futebol Clube manifesta a sua posição de NÃO mais apoiar o adiamento da obra naquele estádio! Pelo contrário, entendemos que 45 (quarenta e cinco) dias de fechamento daquela praça esportiva para a realização das obras, são toleráveis, diante da aventada possibilidade de não mais ser executada e a cidade perder essa importante conquista para o esporte.

Portanto, reiteramos que nosso posicionamento é no sentido de que as obras sejam iniciadas de imediato, para que não haja o risco de Campina Grande ficar com um estádio sem as devidas adequações e melhorias previstas. Esse é o entendimento dos que fazem o Treze Futebol Clube.

 Equipe @Vozdatorcida