Para treinador do Botafogo-PB, bola parada decidiu jogo contra o Fortaleza

Botafogo-PB jogou mal contra o Fortaleza na última sexta-feira e acabou sofrendo sua quarta derrota seguida no Brasileiro da Série C

Foto: Raniery Soares/ Paraíba Press

O Belo dominava a partida, rondava o gol defendido por Marcelo Boeck e controlava tranquilamente os dez primeiros minutos contra o Fortaleza. Porém, no minuto onze, após escanteio cobrado da direita, Bruno Melo se antecipou a defesa e, na primeira trave, cabeceou sozinho para abrir o placar no Almeidão.

Atrás no placar, o efeito da fase ruim aumentou, e nos outros 79 minutos restantes do jogo, o Botafogo-PB se mostrou nervoso em campo e pouco criou. No último lance da partida, um pênalti, também convertido por Bruno Melo, acabou por definir a derrota.

Após o jogo, o técnico Itamar Schulle falou que as bolas paradas decidiram a partida, já que o Fortaleza também não apresentou dentro de campo uma superioridade flagrante que lhe pudesse garantir o resultado.

– Tomamos um gol em uma bola parada na primeira vez que o Fortaleza chegou na nossa área. Tivemos a condição de fazer o gol em seguida, mas não fizemos. Foi um jogo com muita disputa, muita marcação. A bola parada no primeiro tempo decidiu – resumiu.

O placar adverso de 2 a 0 resultou na quarta derrota do Belo nas últimas quatro partidas disputadas pelo Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Segundo Itamar, apesar do mau momento, ele confia em uma volta por cima rápida do clube, e não descartou fazer mudanças no time.

– Não podemos deixar as coisas ruins entrar aqui. Aqui não tem ninguém morto. Tem um Botafogo-PB vivo, que não vem em um momento bom. Temos que continuar trabalhando. É assim o futebol. Vivemos algo parecido no Paraibano, mas conseguimos nos sagrar campeões. A diretoria é correta, sabe o que é melhor para o clube. Vamos continuar acreditando ou trabalhando. Mudança na parte tática ou função de atleta, se tiver que fazer, vamos conversar com a comissão técnica – disse.

Antes do início da décima primeira rodada, o Botafogo-PB ocupava a quarta colocação na tabela. O revés diante do Leão do Pici pode complicar a situação botafoguense na classificação, já que o Salgueiro já passou o Belo, que agora é o quinto, e pode ainda ser superado por Cuiabá e Remo ou ASA-AL, que jogam nesta segunda-feira (24).

Apesar da situação negativa, Itamar garantiu que vai trabalhar para que ela seja revertida logo. Para comprovar, convidou os torcedores a assistirem os treinamentos durante a semana para observar a dedicação dele e dos atletas durante as atividades, negando qualquer tipo de acomodação ou corpo mole.

– Podemos sair do G4 e ficar lá para trás, em último ou penúltimo. Mas o que também pode acontecer é a gente voltar a vencer, e vamos vencer. Vamos buscar isso. Temos que pensar desta maneira. Temos o pensamento de dedicação. O torcedor está convidado a ver o treino. Pode ir olhar e ver se alguém está deixando de dar o seu melhor – concluiu.

No domingo (30), o adversário do Botafogo-PB será o CSA-AL, líder do grupo, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Equipe @Vozdatorcida