Aldeone não teme punição ao Sousa por escalação irregular de Jó Boy

Foto: Diário do Sertão

O Campeonato Paraibano de 2020 ainda não completou um turno e já se vê envolto na possibilidade de interferência da Justiça Desportiva.

A chance dos tribunais entrarem na jogada é devido a acusação da escalação irregular do atacante Jó Boy, do Sousa, diante do Sport Lagoa Seca, pela segunda rodada da competição.

Jó Boy, que entrou em campo aos 18 minutos do segundo tempo, tem uma punição imposta pelo TJDF-PB por conta de sua expulsão no segundo jogo da final do Campeonato Paraibano da Segunda Divisão em 2019, quando atuava pelo São Paulo Crystal.

Em decisão, expedida no dia 10 de dezembro de 2019, o atacante com passagens por Botafogo-PB, Auto Esporte e Nacional de Patos foi punido com um jogo de suspensão. Contratado após a primeira rodada, deveria, em tese, cumprir a suspensão diante do Sport Lagoa Seca. Se o jogador precisasse cumprir apenas a suspensão automática do cartão vermelho, esta seria anulada.

Caso a punição seja confirmada, o Sousa perderia 6 pontos, 3 da punição por escalar jogador irregular, e mais 3 dos pontos conquistados na partida. Para o presidente Aldeone Abrantes, o clube está seguro da situação por contar com ótimo suporte jurídico. 

– Estamos absolutamente tranquilos em relação ao fato. A partir do momento que tomamos conhecimento, e o Sousa está muito bem assessorado juridicamente, fizemos uma pesquisa sobre o caso e não há possibilidade da perda de pontos – garantiu.

Para tanto, o dirigente se baseia na tese de que a punição imposta ao jogador é referente a uma expulsão pela segunda divisão de 2019, portanto outro campeonato, em outro ano. 

– Se for pesquisar os fatos, quem conhece de futebol, sabe o que é direito esportivo, sabe. O Jó Boy foi expulso na segunda divisão do ano passado e ele está atuando na primeira divisão de 2020, um outro campeonato, em outro ano- afirmou.

Porém, o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, no seu artigo 171, paragrafo primeiro, versa sobre a extensão da punição de um campeonato para o outro, da mesma entidade, e em que o jogador esteja inscrito.

Art. 171. A suspensão por partida, prova ou equivalente será cumprida na mesma
competição, torneio ou campeonato em que se verificou a infração.

§ 1º Quando a suspensão não puder ser cumprida na mesma competição, campeonato ou
torneio em que se verificou a infração, deverá ser cumprida na partida, prova ou equivalente
subsequente de competição, campeonato ou torneio realizado pela mesma entidade de
administração ou, desde que requerido pelo punido e a critério do Presidente do órgão judicante,
na forma de medida de interesse social. (NR).

Apesar da suposta segurança, Jó Boy não foi sequer relacionado para o banco de reservas no jogo contra o Treze, no domingo (02), vencido por 1 a 0 pelo Dinossauro do Sertão, o primeiro após a divulgação da punição pendente do atacante.

Caso parecido é vivido pelo jogador Everton Heleno, do Botafogo-PB. O meio-campista cumpre suspensão imposta pelo STJD de quatro jogos, ainda referente a Série C de 2018, não podendo ser relacionado nas primeiras partidas da Copa do Nordeste e, tampouco, poderá estar presente para o confronto de quarta-feira, diante do Atlético Alagoinhas-BA, pela Copa do Brasil.

Confira o documento que comprova a punição para Jó Boy:

Equipe @Vozdatorcida com informações de Fabiano Sousa