Presidente interino do Campinense explica atual situação do clube

Foto: PBEsportes.net

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (25), na sala de imprensa do estádio Renatão, o presidente do Conselho Deliberativo do Campinense, Paulo Gervany, que acumula interinamente o cargo de mandatário da Executiva do clube, falou sobre o prosseguimento do processo eleitoral rubro-negro.

Ele disse que até o final da semana uma comissão será nomeada para conduzir o pleito, que deve acontecer o mais breve possível, em um prazo de até 90 dias.

Além da escolha da nova Diretoria Executiva da Raposa, haverá também uma eleição suplementar para que o Conselho Deliberativo da agremiação seja completamente preenchido.

Na solenidade de posse, no início do mês, apenas 20 conselheiros assumiram oficialmente o cargo. O órgão legislativo do Campinense deve ser composto por 33 membros, conforme o estatuto raposeiro.

– Estamos conversando com algumas pessoas e um entendimento sobre a formação da chapa já está bem adiantado. Vamos continuar esse trabalho e tentar no prazo mais rápido possível acertar essa situação eleitoral do clube e que prevaleça o que for decidido democraticamente – pontuou o dirigente.

Em um tom bem mais animador do que a desastrosa coletiva concedida semanas atrás pelo engenheiro aposentado Erivaldo Ferreira, que foi eleito presidente do clube no dia 26 de maio, mas desistiu de assumir o cargo, Paulo Gervany garantiu que tudo está sendo feito para soerguer o Campinense.

O presidente do CD rubro-negro revelou que, diante da grande quantidade de ações trabalhistas contra o clube, uma banca de advogados está trabalhando para encontrar soluções e deixar a Raposa administrativamente viável.

Equipe @Vozdatorcida