Eleição da FPF terá disputa entre Eduardo Araújo e Michelle Ramalho

Foto: Divulgação/ FPF

A Comissão Eleitoral da Federação Paraibana de Futebol aprovou o registro das candidaturas de Eduardo Araújo e Michelle Ramalho para o pleito presidencial, que acontecerá na manhã deste sábado (29), na sede da entidade, no Centro de João Pessoa.

Apoiado por Campinense e Botafogo-PB, Eduardo, que é advogado, participou da gestão do ex-presidente Amadeu Rodrigues, afastado após denúncias da Operação Cartola. Sua chapa, denominada “Por um futebol ético e eficiente”, também tem o suporte de Atlético de Cajazeiras, Nacional de Pombal, Paraíba de Cajazeiras, Spartax, Sousa, Queimadense, São Paulo Crystal e Auto Esporte – que não está no colégio eleitoral -, entre os clubes profissionais, além de nove amadores e três ligas.

Michelle, que é auditora do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, conta com o apoio de Treze, CSP, Femar, Serrano, Internacional-PB, Nacional de Patos, Santos, Miramar e Desportiva Guarabira – que também não está no colégio eleitoral -, e ainda sete clubes amadores e três ligas. A chapa é denominada “Unidos somos fortes”.

As duas concorrentes pediram impugnação da candidatura adversária alegando irregularidades entres as agremiações que apoiavam os respectivos candidatos. Ambos os pedidos foram negados.

A eleição ocorre a partir das 10h, horário da primeira chamada, na Federação Paraibana de Futebol. Às 14h, já após o resultado final, haverá uma assembleia para definir, entre outros assuntos, quando o vencedor assume a entidade, já que o atual presidente, Nosman Rodrigues, está suspenso pelo STJD, e seu mandato vai até o fim de 2018. Atualmente, a FPF é dirigida pelo interventor João Bosco Luz, nomeado pela CBF.

Equipe @Vozdatorcida