Marcelinho ainda acredita na permanência do Treze na Série C

Marcelinho comemora seu terceiro gol nesta Série C/ Foto: Divulgação/ Treze FC

Barrado do time titular nas duas últimas partidas, parecia que a reta final da Série C seria melancólica para Marcelinho Paraíba, assim como a campanha alvinegra na fase de grupos, fadada ao descenço.

Porém, na tarde chuvosa de domingo (28), a história pode ter mudado de rumos.

Um gol marcado pelo veterano jogador aos 47 do segundo tempo diante do Globo-RN, adversário direto contra o rebaixamento, tirou o Galo da lanterna da chave e recolocou a esperança no torcedor de que o time pode evitar a queda para a quarta divisão.

Ao fim do jogo, Marcelinho Paraíba, emocionado, celebrou o feito e explicou o choro após balançar as redes, mesmo com vasta experiência dentro do futebol.

– A gente sabe que no futebol, enquanto o juiz não apitar o final, tudo é possível. Antes do jogo orei e pedi à Deus uma chance, e  foi a única bola que tive chance clara e fui feliz. Quero dedicar esse gol à minha família e toda torcida trezeana. Cada jogo é uma história, cada partida é uma emoção diferente. Hoje a gente precisava dessa vitória. A gente via o tempo passando, criando poucas chances. Muitos até não acreditavam mais, já estavam deixando o campo, mas a gente tem que lutar até o fim – afirmou.

Com um currículo recheado de grandes clubes, como Flamengo, Coritiba, Grêmio, Sport, Herta Berlim (Alemanha) e até seleção brasileira, Marcelinho Paraíba sempre teve o status de “dono do time”. E tinha no Treze até duas semanas atrás. Entretanto, o fato de iniciar as duas últimas partidas no banco de reservas parecem não ter desmotivado o meia.

– Quem está no banco é para isso. Quando eu estava jogando eu falava para os meninos ficarem ligados porque quem está no banco é quem pode resolver o jogo – disse.

Por fim, o agora camisa 20 ressaltou a união do elenco trezeano. Segundo Marcelinho, o grupo de jogadores merecia melhor sorte na competição e ainda pode escapar o rebaixamento.

– Nesses momentos a gente vê que o grupo está unido. Depois do gol todo mundo invadiu o campo, todo mundo chorando, se abraçando. A gente não merecia estar nessa situação. O elenco é bom, faz parte do futebol, as vezes umas coisas não encaixam e o resultado não vem. Mas a gente acredita que vamos nos livrar da zona de rebaixamento e deixar o Treze na Série C – concluiu.

Seguindo a busca pela permanência, no próximo domingo (04), o Treze vai enfrentar o líder Sampaio Corrêa, às 18h, em São Luís.

Equipe @Vozdatorcida