Sem sustos, Botafogo-PB passa pelo Treze e abre boa vantagem nas semifinais

Foto: Josemarphotopress

No estádio Almeidão, em João Pessoa, Botafogo-PB e Treze começaram a decidir quem seria um dos finalistas do Campeonato Paraibano, no primeiro jogo das semifinais, nesta sexta-feira (31). Com dois gols na primeira etapa e sem sofrer sustos, o Belo venceu por 2 a 0 e está perto de chegar na decisão do estadual.

O time da Maravilha do Contorno teve dois desfalques de última hora. Com o resultado inconclusivo nos testes para detecção do Covid-19, o atacante Pimentinha e o lateral-esquerdo Christianno tiveram que ficar de fora do time de Mauro Fernandes, que optou por escalar Marcos Vinícius para compor o meio-campo e improvisar o zagueiro Marcelo Xavier na esquerda.

Mesmo com essas baixas, o Botafogo-PB conseguiu abrir vantagem no placar logo cedo. Após cobrança de escanteio da esquerda, logo aos 3 minutos, Lohan desviou de cabeça para marcar para o Belo no Clássico Tradição.

Por muito pouco o Botafogo-PB não ampliou o placar aos 8. Rodrigo Andrade cobrou escanteio da direita e Fred foi no terceiro mandar para cabecear firme. A bola passou raspando o poste direito do arqueiro do Treze.

Aos 25, Kelvin avançou pela esquerda e tocou para o meio da área, onde Rodrigo Andrade bateu firme, de pé direito, e venceu Jeferson para marcar o segundo tento botafoguense.

Com pouca criatividade, o Treze não tinha articulação para sair da defesa para o ataque, e nem a substituição de Douglas Lima por Caxito, por volta dos 30 minutos, melhorou a situação. O goleiro Felipe, do Botafogo-PB, praticamente não trabalhou até o intervalo da partida.

Segundo tempo

Com mais duas mexidas no intervalo, as entradas de Rezende e Júnior Fialho nas vagas de Robson e Ermínio, Moacir Júnior colocou o Galo para frente tentando amenizar o prejuízo, e no início da segunda etapa passou a ter mais a bola. Entretanto, pouco entrava na área do time pessoense.

Mesmo com as alterações, a tônica de todo segundo tempo foi do Treze rondando o campo ofensivo do Belo, mas criando pouco efetivamente. Vindo de maratona de jogos, a equipe pessoense passou a administrar o resultado e buscar contra-ataques, mas também sem fazer o goleiro Jeferson trabalhar.

Com a vitória por 2 a 0, o Botafogo-PB leva a vantagem de poder perder por um gol de diferença em Campina Grande, na quarta-feira. Para avançar direto para a final, o Treze precisa vencer por três gols de diferença. Em caso de vitória do Galo por dois gols de vantagem, a decisão será definida nos pênaltis.

Escalações

Botafogo-PB: Felipe, Juninho, Fred, Luís Gustavo, Marcelo Xavier; Mineiro, Everton Heleno (Wellington Cézar), Marcos Vinicius (Cássio Gabriel), Rodrigo Andrade; Kelvin (Dico) e Lohan (Lucas Simón). Técnico: Mauro Fernandes.

Treze: Jeferson, Léo Pereira, Breno Calixto, Nilson Júnior, Gilmar; Vinicius Barba, Robson (Rezende), Alexandre Santana (Dedé), Douglas Lima (Caxito); Tales (Edson Carioca) e Ermínio (Júnior Fialho). Técnico: Moacir Júnior.

Equipe @Vozdatorcida