Botafogo-PB se propõe a auxiliar governo para liberação do Almeidão

Foto: Divulgação/ Botafogo-PB

A novela para a liberação dos estádios para o Campeonato Paraibano, que se repete ano a ano, ganhou um capítulo diferente para 2020 com o adiamento de toda a primeira rodada do estadual.

Sem uma definição a respeito dos projetos de incêndios, os jogos não poderiam receber torcida, levando a decisão de ganhar mais tempo antes do início definitivo.

Presente no evento de lançamento do Campeonato Paraibano de 2020, em uma casa de festas na capital, na sexta-feira (17), o presidente do Botafogo-PB, Sérgio Meira, conversou com a equipe do Portal Voz da Torcida sobre o problema enfrentado.

Para o mandatário, a expectativa é de uma solução definitiva para esse velho problema.

Esse ano eu acredito que será resolvido definitivamente, porque é preciso entender que o procedimento presente no Estatuto do Torcedor. Há muitos anos vem sendo feitos  TACs que não vem sendo cumpridos, e agora chegou no limite, na hora de fazer. Eu entendo que isso é muito ruim para o futebol, mas os proprietários dos estádios têm que saber que têm que cumprir – disse.

Com a responsabilidade pela elaboração do plano contra incêndios, exigência para a liberação do laudo emitido pelo Corpo de Bombeiros, sendo jogada de um colo para outro, Sérgio Meira decidiu que o clube precisa atuar, em conjunto com o estado, para a sua concretização.

– Do que depender do Botafogo-PB para que toda essa parte regulamentar aconteça, nós vamos acompanhar até mais de perto e subsidiando os órgãos responsáveis para que possamos definitivamente encerrar essa celeuma de todo ano ter que fazer TAC. Acredito ser algo simples a ser feito, às vezes até um pouco onerosa, mas é preciso para que todos os torcedores, jogadores e atores do campeonato que adentram aos estádios tenham segurança – garantiu.

Equipe @Vozdatorcida