Sousa disputará Copa do Brasil 2013 e CSP está fora

O Sousa irá disputar a Copa do Brasil 2012 no lugar do CSP. A decisão foi tomada pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na tarde desta quinta-feira (04). O Tigre estava incluído na tabela após ser campeão da Copa Paraíba. Porém, a validade da vaga foi questionada pelo clube sertanejo e a entidade decidiu dar vaga ao Sousa como vice-campeão do Campeonato Paraibano 2012. O clube enfrentará o Coritiba-PR. A data da partida ainda não foi definida.

O julgamento começou por volta das 14h30. O advogado do Sousa, Fernando Lamar, defendia a inclusão do time sertanejo, afirmando que a vaga conquistada pelo CSP era irregular, já que a Copa Paraíba 2012, meio de acesso do time de João Pessoa, foi disputada por apenas três times, quando o artigo 24 do regulamento da Copa do Brasil afirma que apenas torneios com quatro ou mais equipes podem ser seletivos para a competição nacional.

A defesa da Federação Paraibana de Futebol, assim como a do CSP, afirmou que o erro foi da CBF, já que o regulamento da Copa do Brasil foi divulgado no dia 04 de fevereiro, quando o Tigre já estava incluído da competição. Além disso, o prazo estipulado para recurso seria apenas 20 dias após a divulgação da tabela. “Então, neste momento, o Sousa já tinha conhecimento da participação do CSP no torneio e só entrou com recurso no dia 20 de março. Portanto, o prazo foi perdido pelo clube. Não há mais o que se reclamar”, afirmou Patrícia Saleão, advogada da FPF.

A justificativa foi recusada pelo Supremo. Contudo, a Federação continuou sua defesa, afirmando que a Copa Paraíba tinha, na verdade cinco clube inscritos: CSP, Treze, Botafogo, Atlético de Cajazeiras e Cruzeiro de Itaporanga, sendo que os dois últimos haviam desistido antes da primeira partida do torneio. O torneio seletivo pela Federação não foi organizado apenas com três clubes. Isso só aconteceu pela desistência de outros dois clubes. E o que a Federação iria fazer com os outros três que já haviam se organizado para o torneio? Então, em respeito a esses três clubes, a Federação deu sequência à disputa. Nada foi feito às escondidas. Todos estavam sabendo, inclusive a CBF”, declarou a advogada da FPF.

Apesar da justificativa, o procurador do STJD, Paulo Schmitt, reiterou que a vaga para a Copa do Brasil oferecia ao campeão da Copa Paraíba é ilegítima, e que a Federação Paraibana errou na indicação do CSP.  “A competição em questão não é seletiva para a Copa do Brasil. No caso específico, para se ter validade para a Copa do Brasil, é preciso ter quatro clubes que disputam, não apenas que estejam inscritos; e que seja um torneio de primeira divisão, e parece que esse era de sub-21. A organização desta competição não é ilegal, mas a indicação do clube vencedor deste torneio para a Copa do Brasil é irregular. Nisso sim a Federação errou. O maior problema da CBF é não fiscalizar as regras que ela mesma criou. Espero que a CBF a partir de agora exija as tabelas e as súmulas dessas competições. A manifestação da procuradoria é que seja inválida a participação do CSP na Copa do Brasil, já que houve a violação do critério técnico”, declarou.

Com isso, o relator do caso, Paulo César Salomão, votou pela inclusão do Sousa na Copa do Brasil como vice-campeão paraibano em 2012. O voto foi acompanhado por outros cinco juízes. Apenas um, Gabriel Marciliano foi favorável ao CSP.

Equipe @Vozdatorcida com Tambaú247

4 Comentário

  1. Luciano, mas o regulamento é claro quando diz que não pode ser realizado um troneio seletivo com meno de quatro equipes. A CP não é irregular, irregular foi este ano ao não obedecer o regulamento da CBF

Faça um comentário