Sousa quer ter 40% de seu elenco formado por atletas da base

Foto: Fabiano Sousa/ Voz da Torcida

Na noite da última quarta-feira (18), em um restaurante da cidade, o Sousa deu o pontapé inicial na temporada 2020. Finalmente, a equipe apresentou oficialmente o seu elenco à sua torcida.

O grupo de jogadores em 2020 deve contar uma maior participação de jovens oriundos das categorias de base. Pelo menos foi o que garantiu o presidente do clube, Aldeone Abrantes, na festa de apresentação.

– Eu acredito que hoje o futebol tomou outra nuance, e você tem que acompanhar e estudar o momento. O Sousa está voltando à sua origem, que tínhamos deixado de lado. Nós sempre tivemos uma base forte. Todas as vezes que ganhamos, nós tínhamos uma base forte. Se você juntar e valorizar a campanha da segunda divisão, primeira divisão, Copa Paraíba, já se vão aí cinco títulos, três vice-campeonatos, várias Copa do Brasil, sempre com a base presente. Então nós retomamos a base no ano passado e esse ano, no sub-19. Fizemos uma triagem e colocamos dentro do grupo, como eu prometi, 40% – disse o presidente.

O dirigente do Dinossauro do Sertão garantiu uma mesclagem de jogadores experientes e jovens, além de repatriar atletas que foram formados no Sousa, sendo assim, com vínculo afetivo com a equipe.

– Nós temos em torno de 26 jogadores e temos cerca de 10 atletas que foram oriundos da base, ou que são filhos da casa, como Júnior Lira, por exemplo, que foi na nossa base e está retornando hoje. Rodrigo Poty, que era da base e está retornando, estava no Nacional. E trouxemos também jogadores com a experiência do Cláudio Baiano, capitão, campeão em vários estados, jogador muito experiente na zaga. Trouxemos Marcelo, Jeferson, Jaime, lateral esquerdo experiente, que estava no futebol do Rio Grande do Sul há três anos. Bruno Menezes, que teve uma passagem forte no Salgueiro, juntando com Romeu, que foi muito bem esse ano no campeonato. Veio Dakson, veio Juninho, saímos montando o elenco, daí veio Tássio. Trouxemos dois jogadores de velocidade pelo lado, algo que não tinha em 2018. Que é o caso de Daniel Caiçara e Sílvio Tapajós. Temos jogadores com rodagem, que são experientes, e o Iarley, que é um garoto, nós levamos muita fé nele no campeonato deste ano. Depois, colocamos a base mesmo, retornamos às nossas origens, essa que é a realidade. Estamos fazendo uma retomada do Sousa daqui para frente – explicou Aldeone.

A formação do plantel para 2020 foi feita em conjunto entre a diretoria e o treinador Givanildo Sales. O curioso é que Givanildo não foi a primeira opção do Dino do Sertão, que tinha fechado com o técnico Carlos Rabello. Entretanto, o treinador voltou atrás e desistiu de assumir o time. Carlos também participou do planejamento para o próximo ano.

Com isso, muitos dos jogadores contratados são conhecidos de Givanildo, já que trabalharam com ele em outros clubes. Esse foi um dos critérios para as contratações.

– A gente (diretoria) escolhe o atleta, mas sempre com a aprovação do treinador. A gente não faz nenhuma indicação sem consultar o treinador. Foi assim com o treinador que ia começar o trabalho e desistiu (Carlos Rabello). E desde que nós retomamos com Givanildo, sempre conversávamos com ele, ligávamos para ele, perguntávamos. Por exemplo, Romeu jogou com Givanildo no Baraúnas de Mossoró. Claudio foi campeão com ele. Camilo, o goleiro, por exemplo. Nós estávamos pensando em um goleiro e ele disse que queria o Camilo. Nós fomos buscar o Camilo, que tinha acabado de ser campeão piauiense da segunda divisão, foi campeão com ele lá no Sergipe também, é um goleiro experiente. Ele disse que queria Camilo e fomos atrás do Camilo. Bruninho foi uma indicação dele. Depois Tássio, por exemplo, trabalhou com ele em outros clubes também. Jaime é de Recife, ele conhece. E outros atletas também. Ele conhece Iranilson desde quando ele começou, ele foi atleta do Náutico por muito tempo. Ele (Givanildo) é um ex-atleta, tem apenas 47 anos, conhece todo mundo. Mas a gente só contrata conversando com o treinador. E estamos muito satisfeitos até agora com o trabalho dele, porque ele tem um pensamento muito parecido com o da diretoria, que é de cobrança – afirmou Aldeone.

O Dino agora foca na pré-temporada, já que tem sua estreia no Campeonato Paraibano marcada para o dia 19, às 17h, contra a Perilima. A partida será em casa, no estádio Marizão.

Equipe @Vozdatorcida com Fabiano Sousa