Técnico Ruy Scarpino, ex-Campinense, morre vítima de Covid-19 aos 59 anos

Foto: PBEsportes.net

O mundo de futebol, por mais que muitos achem que existe em uma dimensão paralela – mas não é-, sofreu mais uma perda em meio a maior crise sanitária de nossa geração.

Internado desde a semana passada e Manaus, onde foi transferido para a UTI no último domingo (28), o treinador Ruy Scarpino, que dirigiu o Campinense em 2018, faleceu na manhã desta quarta-feira (03), vítima de Covid-19.

O técnico havia recentemente dirigido o Amazonas FC, onde foi eliminado na primeira fase do Barezão 2020, que aconteceu este ano.

Comandando a Raposa, Scarpino foi eliminado no mata-mata do acesso na Série D de 2018 e chegou a acertar seu retorno ao clube em 2020 após a paralisação do futebol pela pandemia do Coronavírus, mas acabou declinando para cuidar de sua esposa, que testou positivamente para Covid-19 na época.

Com 59 anos, o treinador, que atuou profissionalmente como goleiro, dirigiu equipes como Rio Branco-ES, Imperatriz-MA, Sertãozinho-SP, Maranhão, Altos-PI, Moto Club-PI, Cuiabá-MT, e vários times do interior de São Paulo.

Recentemente, outra vítima da pandemia minimizada negligenciada pelo governo federal e por grande parte da população foi o ex-presidente do Treze entre 2014 e 2015, Bebeto do Gesso, que faleceu na segunda-feira (01). Ano passado, durante a pausa do estadual, Eduardo Araújo, ex-candidato a presidência da FPF e então dirigente do São Paulo Crystal, aos 33 anos, morreu em decorrência da contaminação pelo coronavírus.

Equipe @Vozdatorcida