Zagueiro do Treze se incomoda com gols tomados nas primeiras rodadas

Foto: Ramon Smith/ Treze FC

O Treze trabalha para enfrentar no Náutico, no sábado (18), pela quarta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, em busca da sua primeira vitória, após três empates nos três primeiros jogos.

Antes do jogadores retornarem as atividades depois do resultado de 2 a 2 diante do Imperatriz-MA, a diretoria alvinegra convocou uma entrevista coletiva para reclamar da arbitragem, indicando que entrará com uma representação na CBF para protestar.

Logo depois, o zagueiro Ítalo, presente na campanha do acesso em 2018, preferiu se esquivar sobre a questão, e aproveitou para ressaltar a necessidade da vitória diante do Timbu, no fim de semana.

– Temos tanta preocupação dentro de campo, então não cabe a nós a questão da arbitragem. Sabemos a importância do jogo contra o Náutico e a vitória tem que se concretizar. Estamos jogando bem, mas está faltando algo a mais para a vitória. Nos nossos domínios temos que concretizar esta vitória para ser um divisor de águas – afirmou.

O Treze soma três pontos e ocupa a oitava colocação do Grupo A, com a mesma pontuação do Botafogo-PB, que está na nona posição, mas apenas um ponto atrás do Imperatriz-MA, que fecha o G4. O equilíbrio na tabela já era esperado pelo defensor, que espera que ele se mantenha até o fim da fase de grupos, como acontece historicamente.

– Quem jogou a Série C sabe que essa distância vai existir até a última rodada da classificação. Você pode lá em baixo ou entre os quatro. É uma competição muito perigosa – disse.

Se o ataque alvinegro foi alvo de críticas após o empate por 0 a 0 com o ABC-RN, na segunda rodada, a defesa já foi vazada quatro vezes em três jogos. Ítalo se mostrou bastante incomodado pela situação, e espera que a solidez defensiva que acompanhou a equipe na Série D do ano passado retorne o quanto antes.

– O professor Flávio aplica o perfil de ir para frente, fora ou dentro de casa. Somos um time ofensivo. Eu já estou incomodado, meu histórico no Treze é de tomar poucos gols, fico procurando os motivos, vejo os gols que tomamos. Se a gente suportar bem lá atrás, na frente eles vão resolver e vamos ganhar os jogos. A gente (Ítalo e seu parceiro de zaga, Anderson Penna) se conheceu há um mês, não fugimos da nossa responsabilidade, mas para não tomar gol lá atrás, todos têm que ajudar – concluiu.

Equipe @Vozdatorcida