Apesar da derrota para o Bota-PB, Diá aprova atuação do Campinense

Foto: Divulgação/ Campinense Clube

O primeiro Clássico Emoção de 2019 acabou com festa dos visitantes. Na noite de ontem (30), o Campinense tentou bastante, mas não conseguiu vencer o goleiro Saulo e foi derrotado por 1 a 0 pelo Botafogo-PB, no Amigão.

Ainda sofrendo com desfalques, a equipe rubro-negra saiu atrás, lutou até o fim, mas mesmo com a sua melhor atuação na temporada, acabou derrotada. Para o técnico Francisco Diá, o desempenho do goleiro botafoguense foi determinante para o resultado final

– Temos que lamentar o número de chances de gols perdidas, muitas vezes por erros de finalização, mas muitas vezes também méritos do goleiro adversário, que fez um grande jogo. Se forem dar o prêmio de melhor da partida, foi ele (Saulo) – analisou. 

Para o comandante, apesar da derrota, sua equipe foi melhor em campo e merecia a vitória.

– O Campinense massacrou o tempo inteiro, foi superior os dois tempos contra um adversário qualificado, mas que não fez um grande jogo. Nós tivemos volume de jogo, tivemos a posse de bola e eles ficaram com os pontos – disse.

Foi primeira derrota em casa para o Belo desde 2016. Apesar disso, o técnico reconhece a evolução do time e continua mirando o título do Campeonato Paraibano.

– Não é bom você perder um clássico, derrota é sempre ruim, principalmente em casa. Não tínhamos feito nenhuma apresentação como essa, fizemos uma grande apresentação. O Campinense vem, a cada jogo, subindo de produção. O primeiro passo é em busca da classificação e, pelo o que eu vi até agora, não devemos nada a nenhuma equipe do Campeonato Paraibano. Eu tenho certeza que esse time vai brigar pelo título – concluiu.

Diá falou também sobre os desfalques dos destaques Chaveirinho e Alisson Xabala. O segundo até foi relacionado, mas ainda sem ritmo, não entrou em campo. O primeiro, artilheiro da equipe, poderia ter mudado o rumo do duelo, segundo o treinador.

– São dois jogadores que fazem a diferença. O Chaveirinho fez, em dois jogos, dois gols. Talvez se estivesse no jogo hoje, as bolas que caíram no lado esquerdo, ele teria colocado uma ou duas pra dentro, e o resultado talvez tivesse sido outro – lamentou.

O Campinense agora tem dez dias para se preparar para mais um clássico, agora os Maiorais, contra o seu grande rival, o Treze. O confronto válido pela 5ª rodada do Paraibano ocorre no dia 10 de fevereiro, no estádio Amigão.

Equipe @Vozdatorcida por Caio Guilherme, estudante de Comunicação Social na UFPB

Voz da Torcida
Sobre Voz da Torcida 4102 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.