Atacante do Treze denuncia salários atrasados no Treze: “Se você não souber fazer, não faça futebol”

Foto: Divulgação/ Treze FC

Eliminação na segunda fase do Campeonato Paraibano, surto de covid-19 e estreia com derrota na Série D do Campeonato Brasileiro. O cenário caótico no Treze tem um agravante ainda maior, pois todos os atletas do elenco estão com salários atrasados há dois meses e, de acordo com denúncia do atacante João Leonardo, muitos estão passando por dificuldades financeiras para manter suas famílias e até para viver em condições dignas em Campina Grande.

A denúncia foi gerada a partir do anúncio de cotas recebidas pelo Treze na temporada de 2021 e, mesmo com a entrada da verba, o salário dos atletas continua sem previsão de pagamento.

Através do Instagram, o camisa 9 informou e desabafou sobre as condições precárias que os jogadores se encontram neste momento.

– Jogadores passando necessidades, contas atrasadas. Jogadores que não tem nem se quer um sabonete e pasta de dente. Quantas vezes já tirei do meu pra ajudar. Isso é uma falta de respeito com o ser humano!! Como você tira uma família de sua casa para não dá o mínimo de condição de trabalho?? Com qual cara você vai ter coragem para cobrar resultado? Futebol é maravilhoso, mas para quem sabe fazer, se você não souber fazer, não faça futebol!! – escreveu o atacante nas redes sociais.

O relato continua, João Leonardo que foi destaque do Treze na Copa do Nordeste, informa ainda que alguns atletas que positivaram para covid-19 estão sem condições de manter uma alimentação saudável e abrindo mão disso para que os familiares possam ter comida no prato. Neste momento, o Galo tem 12 jogadores e outros dois funcionários com covid-19, em isolamento.

O jogador ainda pede respeito a torcida alvinegra para que a cobrança sob os jogadores seja menor, isto porque, nos bastidores, são os próprios atletas que estão buscando continuar valorizando a camisa do Galo.

A assessoria de imprensa do clube informou que o presidente Walter lamenta as declarações do atleta João Leonardo, reforça que tem buscado melhorar as condições de trabalho oferecidas pelo clube e afirma que até o momento não teve acesso aos recursos que o atleta expõe em suas redes sociais.

Walter Júnior, presidente do Treze. Foto: Divulgação/ Treze FC

Segundo a nota “São informações públicas, os times da Paraíba ainda não tiveram acesso a este recurso da CBF e até contam com ajuda da presidente da FPF no intuito de conseguir que sejam antecipadas, com relação a parcela da Timemania do mês ainda não foi repassada, assim que os valores forem depositados, eles serão unicamente revertidos para quitar tais compromissos com os atletas, e essa informação já foi repassada para todos eles”, finalizou.

Equipe @Vozdatorcida