Botafogo-PB bate o Serra Branca e é o primeiro finalista do Paraibano

Foto: Cristiano Santos

Na tarde de terça-feira (02), no estádio Amigão, em Campina Grande, foi definido o primeiro finalista do Campeonato Paraibano de 2024. Serra Branca e Botafogo-PB fizeram o jogo de volta das semifinais e, após empate sem gols em João Pessoa, o Belo venceu por 2 a 1 fora de casa e volta à final do estadual depois de dois anos fora.

Sem contar com o zagueiro João Victor, com sintomas de virose, o técnico Ranielle Ribeiro escalou o Carcará do Cariri com Rafael Mariano, Jefferson Feijão, Geovani, Kelvin, Filipe Ramon; Lucas Gonçalves, Magno, Anderson Paraíba; Uelber, Thiaguinho e Marcelo Toscano.

Já Moacir Júnior resolveu colocar os reforços em campo ela equipe pessoense e mandou à campo Dalton, Lenon, Reniê, Wendel Lomar, Bruno Cardoso; Rodrigo, Thallyson, Lucas Siqueira, Warley Júnior; Gustavo Poffo (Jean Silva) e Pipico.

Logo aos 4 minutos de jogo a rede balançou em Campina Grande. Após cruzamento de Gustavo Poffo vindo da direita, Pipico apareceu sozinho na marca do pênalti para cabecear com estilo, no canto direito de Rafael Mariano, para colocar o Botafogo-PB em vantagem.

Depois disso, o ritmo do jogo caiu, os donos da casa praticamente não assustaram Dalton enquanto o Belo passava a administrar a vantagem se expondo menos em campo.

Foto: Estefinho Francelino

Depois do intervalo, a primeira polêmica do confronto. Aos 5 minutos, após cruzamento da esquerda de Uelber, a bola sobrou para Marcelo Toscano, que recebeu na pequena área e tocou na saída de Dalton para balançar as redes. Após consulta ao VAR, Bráulio da Silva Machado confirmou o gol do Serra Branca.

Quando a partida se encaminhava para os pênaltis, um herói improvável apareceu. Muito criticado pelo rendimento na temporada, aos 39 minuto, Bruno Leite aproveitou cruzamento de Júlio Rusch para, de cabeça, mandar no canto esquerdo do goleiro e garantir a classificação botafoguense para a decisão.

Com a vaga na final, o Botafogo-PB garante também a classificação para a Copa do Brasil de 2025. O Serra Branca, eliminado, torce para que o Treze passe pelo Sousa na outra semifinal para encerrar o Paraibano na terceira posição e, como o Belo já tem calendário para a próxima temporada no Brasileirão, herdar a segunda vaga para a Série D do ano que vem.

Equipe @Vozdatorcida

[adrotate banner="3"]