Botafogo-PB pretende repetir escalação e não deve ter Clayton em campo contra o Sampaio Corrêa

Foto: Raphael Vinícius / FutPB

O bom desempenho do Botafogo-PB no empate por 1 a 1 com o Bahia, no último sábado (06), agradou o técnico Marcelo Vilar, que deve repetir o mesmo esquema tático contra o Sampaio Corrêa, neste sábado (13), às 20h30, no estádio Almeidão, pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

Contra o Tricolor Baiano, o Belo entrou com uma formação mais defensiva do que em sua estreia no Nordestão, contra o 4 de Julho. Marcelo Vilar escalou seu time com: Felipe; Rodrigo Ramos, Joaquim, Willian Machado, Tsunami; Rogério, Pablo, Juninho, Marcos Aurélio; Welton Felipe e Rafael Oliveira.

Dentro de campo, Juninho atuou pela faixa esquerda do gramado, ajudando, principalmente, na marcação, por causa das subidas do lateral Nino Paraíba e do atacante Rossi, do Bahia. Welton Felipe jogou aberto na direita e conseguiu criar algumas jogadas que terminaram em finalização. Camisa 10 e capitão do time, Marcos Aurélio segue jogando perto do atacante de referência, que desta vez foi Rafael Oliveira.

Na entrevista coletiva desta quinta-feira (11), o treinador Marcelo Vilar deixou claro que deve manter o mesmo esquema em campo e, talvez, até a mesma escalação dos onze iniciais.

— O esquema tático é o mesmo. É o mesmo que utilizamos aqui (contra o 4 de Julho) e vai ser o mesmo esquema tático que a gente vai utilizar contra o Sampaio Corrêa. Eu espero que os nossos jogadores entendam e se adaptem a situação do jogo de oferecer. Com relação ao time, a gente realmente pretende colocar a mesma equipe, não sabemos ainda se vamos ter todo mundo à disposição, mas a ideia é manter o mesmo time — revelou.

Uma incógnita para o jogo deste sábado é se o meia Clayton vai ou não reestrear pelo Botafogo-PB. O jogador já está regularizado, treinando com o grupo há duas semanas e está disponível para entrar em campo. Porém, Vilar acredita que ainda não está no momento de lança-lo a campo por conta do risco de lesão.

— A gente está avaliando com bastante carinho a situação do Clayton. Ele passou um período grande de inatividade, a gente notou que ele chegou aqui até mais magro do que era. Ele chegou aqui com um déficit muscular muito grande. A gente está avaliando porque queremos aquele Clayton que jogou aqui e nós vamos ter que dar essas condições para ele. Para isso, a gente precisa prepará-lo a cada semana. A cada jogo a gente vai avaliar se há a possibilidade de utilizá-lo. Eu acho que ainda não está no momento dele não — afirmou.

Atualmente, o Belo é o sexto colocado do Grupo B da Copa do Nordeste, com 2 pontos ganhos em dois jogos.

Equipe @Vozdatorcida