Campinense vence o CRB fora de casa e se classifica no Nordestão

Querendo seguir na luta pela classificação no grupo D da Copa do Nordeste, o CRB terminou perdendo por 2 x 1  para o Campinense na noite desta quarta-feira (30) no Estádio Rei Pelé. A partida foi válida pela 4ª rodada.

No primeiro tempo, o confronto começou equilibrado, mas ao mesmo tempo faltosa por ambas as partes, desta forma, com poucos ataques. Com uma postura mais ofensiva, o Galo partia para cima, só que falhava na hora de concluir. A Raposa fazia o mesmo, só que conseguia efetuar o chute. O CRB passou a ficar melhor no jogo, chegava perto do gol, só que faltava sorte para a bola entrar. Já o Campinense estava bastante recuado e quando não estava com a bola fica todo no seu campo defensivo e tentando os contra-ataques. O time praiano era superior técnica e taticamente, chegava com mais perigo e constantemente assustava o goleiro Pantera. Na reta final, o cenário da partida não mudou e acabou sem gols, apesar da bola ter chegado perto de ter entrado.

No segundo tempo, como o empate não servia, o CRB voltou novamente partindo para cima do time paraibano, que se segurava de todo jeito e continuou buscando os contra-golpes. Após falha da defensiva regatiana, Panda aproveitou e abriu o placar aos 10 minutos. A partida era boa e bastante movimentada. Atrás no placar, o Galo continuou em cima em busca do empate. Em nova bobeada da zaga, Andrezinho ampliou para o Campinense, aos 16 minutos. O CRB foi para cima e aos 25 minutos Carlão diminuiu e botou fogo no jogo. Após cometer falta e receber o segundo amarelo, o lateral Tiago Granja foi expulso, deixando o time paraibano com um a menos aos 33. Só dava Galo. A pressão do time alagoano era imensa, só que faltava competência na finalização. Penalizado por ter abusado de perder gol, o Regatas acabou derrotado.

Com o resultado de 2 x 1 , o CRB continua na 3ª colocação com 3 pontos e está a três do Santa Cruz, que enfrenta o Feirense na rodada. Já o Campinense segue em 1º lugar com 10 pontos ganhos e está classificado de forma antecipada. Como não venceu, o Galo fica distante da classificação e caso o Santa Cruz vença a situação do time alagoano se complica.

1º tempo

A partida começou equilibrada, mas ao mesmo tempo faltosa por ambas as partes, desta forma, com poucos ataques.

Com uma postura mais ofensiva, o Galo partia para cima, só que falhava na hora de concluir. A Raposa fazia o mesmo, só que conseguia efetuar o chute.

O primeiro lance de gol foi aos 9 minutos. Após lançamento na área, Jefferson Maranhense recebeu e chutou no canto, mas Tiago tirou para escanteio.

Em cruzamento na área por Tiago Granja, Bismarck cabeceou e Tiago defendeu novamente, aos 11.

Mas aos 12 o CRB quase abriu o marcador. Diego Aragão tocou voltando e Carlão desviou e tirou do goleiro, só que a bola caprichosamente foi para fora.

Depois de longo cruzamento de Marcos Antônio, Paulo Sérgio dominou e ajeito para Jairo, que chutou forte, mas para fora, aos 18 minutos.

Em outro cruzamento na área, Carlão ficou com a bola e chutou por debaixo do goleiro, mas em cima da linha defensiva paraibana cortou. Na sobra, Paulo Sérgio cruzou e Carlão cabeceou fraco e Pantera defendeu, aos 20 minutos.

O CRB passou a ficar melhor no jogo, chegava perto do gol, só que faltava sorte para a bola entrar. Já o Campinense estava bastante recuado e quando não estava com a bola fica todo no seu campo defensivo e tentando os contra-ataques.

Aos 26, Gleybson chegou pela esquerda e sem ângulo arriscou, mas na rede pelo lado de fora.

Marcos Antônio cobrou escanteio aos 34 minutos e Carlão subiu mais que todo mundo e cabeceou por cima do gol.

Em outro bom lance, a zaga do time paraibano protegia a bola perto da pequena área, mas Marcos Antonio chegou por trás e deu um toquinho entre as pernas do goleiro, que levou um susto, mas a zaga conseguiu espanar a bola, aos 36 minutos.

O time praiano era superior técnica e taticamente, chegava com mais perigo e constantemente assustava o goleiro Pantera.

Em cobrança de falta de Bismarck, ele tentou o gol com categoria, só que a redonda foi para fora, aos 40 minutos.

Três minutos depois, em cruzamento de Marcos Antônio, a zaga do Campinense cortou a bola, só que os jogadores do CRB e a torcida reclamaram que ela pegou no braço do atleta paraibano, mas a arbitragem marcou apenas escanteio.

Na reta final, o cenário da partida não mudou e acabou sem gols, apesar da bola ter chegado perto de ter entrado.

2º tempo

Como o empate não servia, o CRB voltou novamente partindo para cima do time paraibano, que se segurava de todo jeito e continuou buscando os contra-golpes.

Aos 4 minutos, Panda cruzou e Tiago deu um soco na bola. No rebote, Tiago Granja chutou de primeira com força, mas para fora.

A resposta foi perigosa. Marcos Antônio experimentou de fora da área, porém a redonda foi para fora, aos 5 minutos.

Diego Aragão chutou prensado dois minutos depois,de longe, e Pantera segurou. Segundos depois, Jairo soltou o pé de fora da área e para fora.

Zé Paulo tentou para os paraibanos aos 9 minutos. Em chute forte, a bola desviou na defesa e passou perto da trave, mas foi ao lado dela.

É GOL! Aos 10 minutos, Audálio vacilou feio, deixou o lateral Panda se antecipar, roubar a bola, e chutar no canto de Tiago. Campinense 1 x 0.

A partida era boa e bastante movimentada. Atrás no placar, o Galo continuou em cima em busca do empate.

Carlão foi lançado na grande área e tocou para Jairo, que driblou e chutou por cima do gol, aos 16 minutos.

É GOL! Andrezinho cabeceou sozinho quase na pequena área e Tiago fez uma grande defesa. No rebote, ele sozinho, mas entre três zagueiros, matou no peito e chutou, fazendo mais um. Campinense 2 x 0, aos 16 minutos.

Paulo Victor mandou um chutaço aos 18 minutos no canto de Pantera, que se esticou todo e fez uma bela defesa.

Em jogada individual, Henry partiu em velocidade e chutou por cima da meta, aos 22 minutos.

É GOL! Após bola cruzada na área por Henry, Liliu ajeitou e Carlão emendou para o fundo do gol. CRB 1 x 2, aos 25 minutos.

Acreditando no empate, o Galo não parava de atacar e insistia, mas a Raposa se defendia bem e ainda atuava no contra-ataque.

Desta forma, aos 30 minutos, Andrezinho cruzou e Zé Paulo desviou, mas Tiago defendeu com o pé. Aos 33, Bismarck cobrou falta e Tiago encaixou.

Após cometer falta e receber o segundo amarelo, o lateral Tiago Granja foi expulso, deixando o time paraibano com um a menos.

Em lançamento na área, Henry ajeitou para Carlão, que no ar chutou por cima do gol, aos 35 minutos.

Com três jogadores na pequena área, o CRB quase empatou. Depois de bate rebate, Liliu furou a bola e a defensiva cortou.

Depois de chute Carlão, aos 36, a bola desviou e Pantera espalmou. Na sobra, Liliu chutou, a bola desviou na zaga e foi para escanteio. Na cobrança para Paulo Victor, ele chutou para fora.

Só dava Galo. A pressão do time alagoano era imensa, só que faltava competência na finalização.

Penalizado por ter abusado de perder gol, o Regatas acabou derrotado, apesar de ter sido melhor.

Ficha técnica

Copa do Nordeste 2013 – Grupo D – 4ª rodada

Jogo: CRB 1 x 2 Campinense

Gols: CRB- Carlão, aos 25” do 2T/ Campinense- Panda, aos 10” e Andrezinho, aos 16” do 2T

Local: Estádio Rei Pelé, Maceió-AL

Data: 30/01 (quarta-feira)

Hora: 19h15 (horário de Alagoas)

Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (CBF-RN)

Auxiliar 1: Flávio Gomes Barroca (CBF-RN)

Auxiliar 2: Izac Márcio da Silva Oliveira (CBF-RN)

CRB:

1- Tiago

2- Paulo Sérgio

3- Audálio (16-Paulo Victor, aos 13” do 2T)

4- Rodrigão

6- Edu Silva

5- Ednei

8- Diego Aragão

7- Marcos Antônio

10- Jairo (17-Liliu, aos 17” do 2T)

11- Carlão

9- Schwenck (18-Henry, aos 21” do 2T)

Técnico: Heriberto da Cunha

Banco CRB: 12-Cristiano, 13-Flávio Kaká, 14-Filipe, 15-Paulo Vitor Paulista, 16-Paulo Victor, 17-Liliu, 18-Henry.

Campinense:

1- Pantera

2- Thiago Granja (expulso aos 33” do 2T)

3- Edvânio

4- Roberto Dias

6- Panda

5- Wellington

8- Gleybson

7- Dedé

10- Bismarck (18-Edimar, aos 37” do 2T)

11- Jefferson Maranhense (27-Andrezinho, no intervalo)

9- Zé Paulo (17-Ricardo Maranhão, aos 42” do 2T)

Técnico: Oliveira Canindé

Banco Campinense: 12-Villar, 14-Anderson Rosa, 16- Bruno de Jesus, 17-Ricardo Maranhão, 18-Edimar, 19-Selmir, 27-Andrezinho.

Equipe @Vozdatorcida com TNH1

Sobre Voz da Torcida 4240 Artigos
O Portal Voz da Torcida trabalha com a difusão de informações sobre o futebol paraibano desde 2011. Onde houver uma equipe paraibana de futebol competindo o Voz da Torcida estará fazendo a cobertura jornalística.

Faça um comentário