Com Felipe, Botafogo-PB fecha ciclo de contratações até a Série C

Foto: Edônio Alves/ PhotoSports/ Voz da Torcida

Um mercado mais agressivo, com contratações de medalhões, jogador de fora do país e atendendo pedidos da torcida. Foi assim o início de ano de 2020 no Botafogo-PB. Mas, ao menos por hora, para por aí.

Com as chegadas de Léo Moura e Felipe, alguns botafoguenses se empolgaram e encheram a internet de memes que sugeriam as compras até de craques como Messi e Cristiano Ronaldo. Mas, depois de fazer sua parte, a diretoria vai deixar o campo decidir se as movimentações foram boas.

Diferentemente de outras temporadas, quando montava um elenco para disputar o Paraibano e o reforçava quando começava a Série C, a direção do Belo, desta vez, preferiu fazer diferente e, pensando em um conjunto mais forte e entrosado, montou o que pensa ser o grupo de jogadores ideal logo no início do ano.

Foto: Divulgação/ Botafogo-PB

Novos nomes podem chegar apenas para a competição nacional. O estadual, Copa do Brasil e Copa do Nordeste servirão como teste para o elenco que vai disputar o tão sonhado acesso para a segunda divisão nacional. Porém, serão feitas apenas contratações pontuais quando a Série C estiver prestes a ser iniciada, no início de maio.

Impacto positivo dos medalhões

Muito se questionou se as contratações de Léo Moura e Felipe, que recebem salários maiores que o teto estabelecido pelo clube, poderiam ser nocivas ao restante do elenco. Porém, já nos primeiros dias se pôde constatar que a postura e motivação do lateral-direito acabam influenciando positivamente o grupo de jogadores.

Foto: Divulgação/ Botafogo-PB

O goleiro, por sua vez, também segue o mesmo caminho. Mesmo recém-chegado, Felipe participou dos treinos na terça-feira (18) a tarde, apesar de ter chegado em João Pessoa naquela madrugada. Na quarta (19), fez atividades específicas na Maravilha do Contorno e foi até Campina Grande ver a vitória de seus novos companheiros sobre o Campinense por 1 a 0 , o que foi bem visto dentro da equipe.

Ainda sobre Felipe, sua estreia pode demorar um pouco mais que o esperado pela torcida. Isto porque, para abandonar seu clube na Hungria, o camisa 83 enviou uma carta afirmando que, por ter problemas físicos, cogitava até se aposentar do futebol e gostaria de ficar no Brasil.

Com a transferência concretizada para o Botafogo-PB pouco tempo depois, internamente, imagina-se que o Kisvárda possa dificultar a liberação da documentação necessária para que o goleiro seja regularizado.

Nos exames médicos realizados para assinatura de contrato, nenhuma lesão ou situação que comprometa o rendimento do arqueiro foi detectado.

Lucas Simón

Uma das chegadas badaladas na Maravilha do Contorno foi do atacante argentino Lucas Simón, de 33 anos, que veio do Cobreloa, do Chile, onde é ídolo.

 

Foto: TV Torcedor

Mesmo regularizado há algumas semanas e já tendo integrado o banco de reservas da equipe nas últimas partidas, o jogador ainda não entrou em campo por aguardar o melhor condicionamento físico.

Mas a espera do botafoguense para ver o “Pibe”, como vem sendo chamado nas redes sociais, está para acabar. De acordo com a programação da comissão técnica, caso nenhum imprevisto ocorra, o centro-avante fará sua estreia sendo titular no próximo sábado (22), diante do CSP, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Paraibano.

Equipe @Vozdatorcida