Francisco Diá diz que vai deixar o Campinense após o Paraibano

Foto: Vitor Oliveira/ Voz da Torcida

Uma notícia pegou muita gente de surpresa na tarde de sexta-feira (15), no estádio Renatão, CT do Campinense.

Em entrevista coletiva antes do treinamento, o treinador Francisco Diá, que vive sua segunda passagem no rubro-negro desde o fim do ano passado e que, mesmo com poucos recursos financeiros, classificou o time para as semifinais do Campeonato Paraibano com duas rodadas de antecedência, disse que deve deixar o clube após o fim do estadual.

Com situação financeira complicada e sem soluções ao menos a curto-prazo, o Campinense já teve até greve de jogadores por atraso no salário há alguns dias. E é essa indefinição o motivo para que o comandante queira sair antes da Série D do Campeonato Brasileiro.

– Eu não tenho compromisso com a Série D, até porque eu tive algumas propostas e resolvi ficar. Sabemos as dificuldades que passam o Campinense, mas mesmo assim seguramos o barco e vamos até o final. Depois daí não garanto nada. Dificilmente eu continuarei, mas o restante da competição eu continuo. A dificuldade financeira do clube é muito grande, a nossa comissão técnica não é barata para o clube. Tenho um carinho muito grande pelo Campinense, mas sou profissional. Espero chegar até o final e continuar com o título do Campeonato Paraibano. Meu pensamento é não continuar para a Série D do Campeonato Brasileiro – disse Diá ao site PBEsportes.net.

Pela primeira fase do estadual, o Campinense ainda tem os clássicos contra Botafogo-PB e Treze para disputar, nas próximas quarta-feira (20) e domingo (24), respectivamente. Depois, enfrenta o Atlético de Cajazeiras nas semifinais, uma vez que ambas as equipes já garantiram vaga no mata-mata.

A disputa entre Raposa e Trovão Azul é quem vai acabar a primeira fase na liderança do Grupo B para saber quem decidirá em casa a vaga na decisão do Paraibano.

Equipe @Vozdatorcida