Dois reforços são anunciados pelo Atlético de Cajazeiras

Lismar chega para defender o Trovão. Foto: Divulgação

O Atlético de Cajazeiras vive nova reformulação em função da goleada sofrida na sua estreia pelo Campeonato Paraibano de 2021. Ainda a procura de um novo técnico, anunciou na manhã de hoje (19) dois novos reforços para as disputas do torneio.

A temporada não tem sido fácil para o Trovão Azul. Com a saída da família Lira do comando, o clube sertanejo tem sofrido para gerenciar o seu departamento de futebol, no qual chegou a firmar parceria com a empresa H9 Soccer, que foi interrompida por discordâncias entre as partes.

Com um dia para a partida diante do Treze, na quarta-feira (14), o clube ainda não tinha atletas inscritos no BID. Mas com a realização de um esforço conjunto conseguiu regularizar 19 nomes para o confronto. É trabalhando nesse limite que diretoria azulina divulgou em suas redes sociais as chegadas de dois novos nomes e está em busca de um novo comandante.

O primeiro é do experiente meia Lismar de 33 anos, natural de Salvador. Com uma carreira majoritariamente entre o futebol baiano e sergipano, o atleta estava no Boca Juniors-SE, onde disputou seis partidas pelo campeonato estadual, deixando o time na terceira colocação do grupo B.

A outra peça anunciada é de outro jogador experiente, o lateral-direito Alex Ferreira de 35 anos. O jogador estava sem clube em 2021, e no ano anterior em apenas dez partidas pelo Mesquita-RJ, na terceira divisão do Campeonato Carioca.

O time cajazeirense também definiu uma prioridade para assumir o comando técnico da equipe, que é o treinador Roberto Carlos, de 49 anos. Com passagem pelo Sousa, ele estava trabalhando no Pacajus-CE durante o cearense. O desempenho no comando do Índio Paiacu do Vale do Caju deixa a torcida atleticana otimista. Em oito jogos pelo estadual, venceu três, empatou quatro e perdeu apenas um ainda sem enfrentar Ceará e Fortaleza.

O treinador Pedro Caçapa chegou a ter o seu anúncio publicado nas redes sociais do clube, mas a postagem foi rapidamente apagada. O pré-acerto com Caçapa tinha sido realizado pelo presidente do clube, Eduardo Jorge, mas o restante da diretoria de futebol vetou, e o mandatário teve que voltar atrás. O episódio é mais um sinal de fraqueza do dirigente em seu mandato.

No sábado (24), o Atlético fará sua primeira partida em casa, no estádio Perpetão, em busca da reabilitação diante da equipe do São Paulo Crystal, às 16h.

Equipe @Vozdatorcida