FPF descarta realização da Segunda Divisão do estadual em 2020

Foto: Caio Guilherme/ Voz da Torcida

Após a retomada do Campeonato Paraibano no fim de julho em meio ao auge do número de casos e mortes pelo Covid-19 em todo país, com inúmeros descumprimentos dos protocolos de segurança por parte de clubes e torcedores – estes, mesmo fora dos estádios -, a pandemia do novo Coronavírus finalmente vai afetar o futebol na Paraíba.

É que na última quinta-feira (17), a Federação Paraibana de Futebol decidiu não realizar a segunda divisão do estadual neste ano.

Encontro presencial de dirigentes que disputariam a segunda divisão estadual e a cúpula da FPF, em João Pessoa. Foto: Divulgação/ FPF

As alegações da entidade presidida por Michelle Ramalho, que se encontrou com dirigentes dos clubes que pretendiam disputar a competição ontem, foram que os custos gerados com testes e demais protocolos de segurança seriam muito altos para os times.

Para a sequência da primeira divisão, dois meses atrás, a testagem para detecção do Covid-19 foi bancada pelas prefeituras municipais de onde as equipes eram sediadas. Entretanto, a Federação havia sugerido arcar com os testes desde que os clubes continuassem pagando a taxa de inscrição dos atletas.

Entretanto, como o poder público, em ano eleitoral, se prontificou a disponibilizar os exames, a entidade permitiu as inscrições de novos atletas sem custos para que o certame fosse encerrado.

Ainda não há definição sobre a realização do Campeonato Paraibano Sub-19 neste ano, que indicam os representantes da Copa São Paulo de Juniores de 2021. Michelle Ramalho, em ocasião anterior, disse que a prioridade para a sequência da temporada seria a organização do estadual feminino.

CSP e Sport Lagoa Seca foram rebaixados na primeira divisão de 2020. Também não foi esclarecido se as quedas serão anuladas ou se ano que vem a elite terá apenas oito clubes, uma demanda antiga de algumas agremiações para agilizar e dinamizar a disputa da competição.

Equipe @Vozdatorcida