Meia revela ansiedade antes de estrear pelo Bota-PB na Série C

Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB

Depois de duas lesões na coxa direita e aproximadamente apenas cem minutos em campo em quase dois meses, ambos na Copa do Nordeste, na semifinal e final, finalmente o camisa 10 do Botafogo-PB conseguiu atuar pelo clube na Série C do Campeonato Brasileiro.

Na vitória por 4 a 2 diante do Treze, Marcos Aurélio começou a partida no banco de reservas, mas entrou em campo ainda no primeiro tempo, substituindo Clayton, que saiu de campo com uma lesão no pé.

Definitivamente recuperado de sua contusão, o maestro botafoguense fez questão de exaltar o elenco de jogadores do Belo, que vem mantendo o time no G4 do Grupo A.

– Tendo todo grupo a disposição ficamos muito forte. Tenho certeza que os onze que o professor Piza escolher para começar jogando vão buscar o resultado do começo ao fim – disse.

O time da Maravilha do Contorno teve praticamente duas semanas de treinamentos para jogar o Clássico Tradição, uma vez que a partida contra o Náutico foi adiada. Para Marcos Aurélio, o período de atividades foi importante na vitória, especialmente no segundo tempo, quando o Botafogo-PB mostrou um bom futebol.

– Tudo começa no treinamento. A gente procura conversar no treinamento, aperfeiçoar para chegar no jogo e fazer bem. Estamos todos conscientes que esse ano tem tudo para ser um ano perfeito – garantiu.

Desde a final do Paraibano, o camisa 10 botafoguense pouco havia atuado. Agora, sem lesão, ele admitiu ansiedade para retornar ao time e ajudar seus companheiros, uma vez que vislumbra um bom futuro para o Belo na reta final desta Série C.

– A ansiedade fala mais alto para voltar e ajudar a equipe. Fico feliz de retornar, ajudar a equipe. Agora é rumo à classificação e pensar no acesso – afirmou.

Equipe @Vozdatorcida