No Carneirão, São Paulo Crystal vence Campinense por 2 a 1

Foto: Samy Oliveira/ Campinense Clube

Na tarde de domingo (18), em um campo bastante enlameado do estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo, São Paulo Crystal e Campinense se enfrentaram no encerramento da primeira rodada do Campeonato Paraibano. Em um piso quase impraticável para o futebol profissional, o Carcará se aproveitou das chances que criou e venceu a Raposa por 2 a 1.

Com muita chuva na região metropolitana de João Pessoa, onde fica o palco do jogo, o piso da praça esportiva, que já não é dos melhores, estava pesado e com muitos buracos com lama, deixando naturalmente a disputa mais pegada com a bola rolando.

Com poucas chegadas dos dois times na meta adversária, o Campinense foi quem se arriscou com a bola no chão, e aos 26 minutos, após jogada de Cadu, a bola sobrou dentro da área para Jackinha, que bateu cruzado, mas o chute saiu a esquerda da meta de Nunes.

O time da casa tentava, a qualquer custo, cruzar bolas na área para fugir do gramado ruim, mas facilitava a vida da defesa rubro-negra, que ganhava todas as divididas pelo alto.

Aos 42, o mais próximo de gol na primeira etapa até o momento. Marcus Nunes cobrou falta da meia esquerda e, aproveitando o piso encharcado, bateu firme, rasteiro, e obrigou o goleiro do Carcará a cair no canto esquerdo para rebater. Na sobra, Michel Bennech furou o chute, e deu o tempo necessário para que a defesa afastasse o perigo.

Mas já nos acréscimos, aos 47, Biro Biro cobrou falta da meia esquerda, com muita categoria, e mandou de perna direita no ângulo direito de Danilo para marcar um golaço e abrir o placar no Carneirão.

Foto: Samy Oliveira/ Campinense Clube

Segundo tempo

Buscando uma dinâmica maior no meio-campo, mesmo com o gramado atrapalhando o toque de bola rasteiro, a Raposa voltou do intervalo com Marcelinho na vaga de Rodrigo Amorim, que praticamente não participou do jogo na primeira etapa.

Mas quem marcou de novo foi o Carcará. Aos 7 minutos, após cruzamento na área, Henrique desviou de cabeça, Danilo fez uma defesaça, mas no rebote, Leandro Cearense encheu o pé para estufar as redes e ampliar o marcador no Carneirão.

Ederson Araújo fez mais alterações para deixar o Campinense mais ofensivo para diminuir o prejuízo, e aos 17 minutos veio alguma reação. Marcus Nunes pegou a bola na entrada da área e bateu firme, rasteiro de pé direito, e venceu Nunes, que não conseguiu fazer a defesa.

A Raposa tentou encurralar o São Paulo Crystal no seu campo de defesa, chegou a colocar dois zagueiros altos no ataque para explorar a bola aérea, mas no fim, prevaleceu a vitória por 2 a 1 dos donos da casa.

A próxima partida do Carcará será no sábado (24), no Perpetão, contra o Atlético de Cajazeiras, enquanto no domingo (25), o Campinense vai receber o Nacional de Patos, no Amigão.

Ficha técnica

São Paulo Crystal 2 x 1 Campinense

Campeonato Paraibano 2021
1ª fase
Estádio: Carneirão (Cruz do Espírito Santo)

Arbitragem: Afro Rocha; Schumacher Marques e Matheus Tcharles.

Gols: Biro Biro, Leandro Cearense (S); Marcus Nunes (C)
Cartões amarelos: Henrique, Biro Biro, Augusto Recife (S); Rafinha, Marcos Nunes, Gabriel Pereira, Victor Jatobá (C)
Cartão vermelho: Hélio Cabral (auxiliar-técnico), Marcus Nunes (C)

São Paulo Crystal: Nunes, Gustavo, Cleiton, Gualberto, Guilherme; Augusto Recife, Robert (Adilson), Leandro (Jailton); Biro Biro (Michel), Henrique (Dipão) e Leandro Cearense (Victor). Técnico: Ramiro Sousa.

Campinense: Danilo, Felipinho, Michel Bennech, Silvio Carrasco, Jackinha; Gabriel Pereira (Cleidson Pink), Rafinha (Victor Jatobá), Patrick (Matheus Régis); Cadu (Cleiton), Marcus Nunes e Rodrigo Amorim (Marcelinho). Técnico: Ederson Araújo.

Equipe @Vozdatorcida