Oliveira Canindé acerta saída e não é mais treinador do Campinense

Foto: Divulgação/ Campinense Clube

Uma notícia inesperada balançou os bastidores do Campinense neste sábado (30).

A diretoria do clube chegou a um acordo com o treinador Oliveira Canindé e ele não seguirá no comando da Raposa após a volta do futebol, que segue paralisado por causa da pandemia do novo coronavírus.

Além de Canindé, os outros integrantes da comissão técnica também deixaram o time, incluindo o preparador físico e de goleiros.

O motivo da saída de toda a comissão é a crise financeira que afeta o clube. Conforme apurou o Voz da Torcida, os salários de Canindé estavam atrasados há dois meses e na próxima segunda-feira (01) iria completar o terceiro mês de atraso.

Havia tido um acerto entre ambas as partes para quitar a dívida, com o treinador abrindo mão de uma parte do dinheiro, o equivalente a quase um mês de salário. Entretanto, mesmo assim o pagamento não foi feito. Isso culminou a decisão de desligamento do treinador e sua comissão.

Canindé foi contratado para assumir o Campinense ainda no ano passado, em agosto. Nesta temporada, comandou a Raposa em oito jogos, com 58% de aproveitamento. O Rubro-Negro é o líder do Grupo B do Campeonato Paraibano, com 13 pontos.

Porém, essa foi a segunda passagem do técnico no clube raposeiro. Na primeira, foi campeão da Copa do Nordeste com a equipe, se tornando um dos grandes ídolos da torcida.

Equipe @Vozdatorcida