Técnico do Atlético de Cajazeiras exalta estilo de jogo ofensivo da equipe

Foto: Ana Flávia Nóbrega/ Voz da Torcida

A vitória por 3 a 1 diante do Sousa no Clássico do Sertão manteve o Atlético de Cajazeiras na liderança do Grupo A do Campeonato, com 13 pontos, abrindo três para o segundo colocado, o Treze.

Mesmo com o triunfo e a folga na tábua de classificação, o treinador do Trovão Azul, Ederson Araújo, não gostou do primeiro tempo de sua equipe no estádio Perpetão, no domingo (16). De acordo com o técnico, por sorte, o Dinossauro do Sertão não foi para o intervalo com a vantagem no placar.

Ainda segundo Ederson, a conversa no vestiário serviu para acalmar os ânimos de alguns atletas que sentiram o peso do jogo e conseguiram se organizar para conseguir bater o rival sertanejo.

– O jogo foi muito difícil. Na primeira parte, depois do gol, ficamos irreconhecíveis, não é minha equipe. O adversário teve até chance de virar no primeiro tempo, mas não conseguiram. Na segunda etapa pedi para nossos atletas rodar a bola com paciência. Alguns sentiram o clássico, normal. Conseguimos, após os 30 do segundo tempo, impor o ritmo e fazer os gols e nos deixa perto dos nossos objetivos na competição – analisou.

Com a melhora do desempenho, o comandante do Trovão Azul fez questão de ressaltar o estilo de jogo do time, que busca atacar o tempo inteiro e, por isso, conseguiu a vitória que parecia muito difícil, com gols aos 40 e 47 do segundo tempo.

– O Atlético é uma equipe que joga bonito, com posse de bola, com agressividade, sempre buscando o gol. Vamos continuar deste jeito, precisamos melhorar. Sabemos que no segundo turno será mais difícil, as equipes nos conhecem. O Campinense e o Sousa jogaram com uma linha de cinco para inibir nossa equipe. Temos que criar variações para confundir os adversários e vamos em busca disso – concluiu.

Agora, o time cajazeirense faz uma pausa nas partidas durante o carnaval. O próximo jogo do Trovão será apenas no dia 1 de março, contra o Nacional de Patos, fora de casa.

Equipe @Vozdatorcida