Técnico do Botafogo-PB quer aproveitar os espaços contra o América-RN

Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB

Depois de uma longa pausa de quase cinco meses sem disputar partidas oficias, o Botafogo-PB inicia a temporada de 2020 com uma min-maratona de jogos.

Se na terça-feira (21), fez sua estreia no Campeonato Paraibano, contra o São Paulo Crystal, no sábado (25), é o momento de iniciar sua participação na Copa do Nordeste de 2020, contra o América-RN, em Natal.

Após bom começo no estadual, com confortável vitória por 2 a 0, as atenções agora se voltam para a competição regional. A boa campanha no torneio em 2019, quando foi vice-campeão, cria uma pressão extra sobre o clube, e Evaristo Piza reconhece esse peso.

Sabemos dessa responsabilidade e da dificuldade que será enfrentada esse ano. Os jogadores estão preparados para fazer mais uma grande estreia. O nível é elevado, uma competição onde estão os grandes do Nordeste, equipes de Série A, B, C, o América-RN, um adversário de Série D, mas que está muito bem organizado – avaliou.

O adversário do final de semana vem de um ótimo início no Campeonato Potiguar, com cinco vitórias nos cinco primeiros jogos. Porém, na última rodada, enfrentando o rival ABC, acabou sendo derrotado em um emocionante 4 a 3.

O técnico botafoguense foi à Arena das Dunas na quarta-feira (22), junto a usa comissão técnica, se impressionou com a atmosfera do clássico e conheceu um pouco mais a equipe alvirrubra.

– Eu vi um time organizado, leve, que joga no 4-2-3-1 marcando, e no 4-3-3 propondo o jogo, com bastante troca. O América-RN é um time leve, passei isso para os meus atletas, é preciso ter atenção. Penso que se estivermos organizados, competindo bastante no jogo sem bola e fazendo a transição bem, iremos fazer um grande jogo – analisou.

Desfalque certo será Everton Heleno, que tem punição de três jogos a cumprir nas competições da CBF, de quando atuava por seu antigo clube, o Botafogo-SP. Além dessa, outras alterações podem surgir em função da necessidade do confronto.

Caso haja alguma outra alteração, não será por motivos técnicos, pois gostei da estreia. Achei que fizemos um grande jogo. Talvez mude por uma estratégia tática para esse jogo fora de casa, onde vou precisar ter velocidade no contra-ataque quando tiver a bola. O América-RN é um adversário muito ofensivo, agride com seis jogadores no campo de ataque e deixa, em alguns momentos, o campo de defesa exposto – revelou.

Equipe @Vozdatorcida