Técnico do Campinense confia no trio de frente para buscar classificação

Foto: Samy Oliveira

Campeão do Paraibano de 2021, o jogo mais importante do Campinense na temporada não foi a decisão do estadual. Amanhã (18), às 15h, no estádio Amigão, em Campina Grande, a Raposa enfrenta o Sergipe pelo segundo jogo do mata-mata da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. O sonho do acesso pode seguir, e levar para nova partida mais importante do ano, ou mais uma vez ser encerrado antes do tempo.

Apesar da importância do duelo, o técnico Ranielle Ribeiro demonstra tranquilidade com o confronto decisivo. Ciente da dificuldade que irá encontrar, ele lamentou não ter conquistado a vitória fora de casa devido as circunstâncias, uma vez que abriu 2 a 0 no primeiro tempo e acabou empatando por 2 a 2, com grande ajuda da arbitragem para o Gipão, porém, nem tudo foi de negativo na partida fora de casa.

– Todos nós estamos confiantes, até porque traçamos um planejamento para o primeiro jogo, esse planejamento, em parte, ele foi conquistado. Nós sabíamos do grande adversário que estávamos enfrentando, que era o Sergipe, pela sua qualidade, pela sua tradição. Sabíamos quanto seria difícil o jogo lá, e planejamos que se nos primeiros 90 minutos tivesse alguém que tivesse decidido o jogo, seria o Campinense. Tentamos, até de certa forma, mas um dos objetivos foi alcançado, de vir para casa com real condição buscar pela passagem de fase – disse.

A vitória desperdiçada aumenta ainda mais a responsabilidade da Raposa para o jogo de amanhã. Quem vencer fica com a vaga, e a única vantagem que a equipe tem por ter sido segunda colocada da chave A3, enfrentando o terceiro lugar do Grupo A4, é poder jogar sob seus domínios. E o treinador do time da Bela Vista espera que os trabalhos da semana tenham servido para que os erros cometidos em Aracajú, especialmente no segundo tempo, não sejam repetidos.

– Sabemos da dificuldade, mas sabemos também da força que temos dentro do nosso estádio, nosso Amigão. Em cima disso, foi feita uma semana muito forte, uma semana muito concentrada, para não cairmos mais nos erros que cometemos lá. Acho que o time que se sobressair durante os 90 minutos, com certeza vai garantir a vaga, e isso ficou meio dividido primeiro jogo. Se você levar em consideração que nós fizemos um primeiro tempo muito equilibrado, e o segundo o Sergipe teve também muito equilibrado, isso se equiparou no placar, é trazer para essa segunda decisão o espírito de manter durante os 90 minutos o controle, ter as rédeas da partida, para que a gente possa construir nossa classificação – explicou.

No segundo tempo da partida no Lourival Baptista, a queda de rendimento do Campinense passou pela saída dos três homens de frente titulares. Antes dos 20 minutos, Ranielle Ribeiro substituiu Matheus Régis, Fábio Lima e Cláudio, os dois últimos, autores dos dois gols da até então vitória, e depois a equipe tomou o empate. E o técnico rubro-negro conta com a força do trio para buscar o lugar nas oitavas de final da quarta divisão nacional.

Foto: Samy Oliveira/ Campinense Clube

– Os meninos vem sendo muito decisivos nas últimas partidas, e é neles que a gente acredita que vai sair a construção da nossa vitória. Eles, dentro do Amigão, têm um comportamento ainda mais agressivo do que fora de casa, e manter aquele comportamento que sempre tivemos dentro de casa, manter sempre a busca pela vitória, já que a vitória vai nos credenciar à passagem de fase – concluiu.

Equipe @Vozdatorcida