Técnico do Campinense diz ter time titular praticamente definido

Foto: Samy Oliveira

A vitória por 5 a 2 sobre o Spartax no terceiro amistoso de pré-temporada foi também o primeiro triunfo nos três testes feitos pelo Campinense antes de começar as competições oficiais de 2022.

Na partida diante do primeiro campeão da terceira divisão do Paraibano, a Raposa entrou em campo com Mauro Iguatu, Felipinho, Michel Bennech, Cleiton, Filipe Ramon; Rafinha, Serginho Paulista, Dione; Matheus Régis, Juninho Potiguar e Olávio. Ranielle Ribeiro, depois do apito final, exaltou o desempenho de seus atletas.

– O contexto foi muito bom e, para melhorar, ainda veio o resultado positivo, que era isso que eu falava com os atletas tanto no treino de ontem como na mini preleção que nós fizemos. Tive o cuidado de mostrar, principalmente, os lances contra o Retrô, em cima de tudo que eles viram, eles viram o contexto positivo, a evolução que eles estão tendo. Essa evolução foi premiada com um bom resultado, um resultado de vitória, com com a criação e com com a definição das jogadas, isso é que foi de suma importância. A gente precisava dessa vitória. No futebol, a confiança vem através dos bons resultados, e foi bom resultado, independente da equipe que nós estejamos enfrentando. Enfrentamos duas equipes muito difíceis nos dois primeiros amistosos e o contexto foi igual, só não foi o resultado, então a gente vê uma evolução muito boa, um crescimento muito forte da equipe – comemorou.

O treinador raposeiro afirmou também que o time que começou ontem é o considerado por ele no momento, e que vem sendo preparado para a estreia no Nordestão. Ele também falou especificamente do atacante Olávio, que voltou a atuar depois de ficar de fora do jogo-treino contra o Retrô-PE.

– Acho a equipe que eu vejo hoje a ideal seria essa, mas a disputa entre eles é muito favorável, mas daqui para lá pode-se mudar alguma coisa. Ainda vale se ressaltar que Olávio passou mais de uma semana com uma virose, apesar não ter feito gol, mas fez um bom desenvolvimento, para um atleta que perdeu quase 4kg por conta dessa virose. É ganhar um pouco mais de entrosamento para que apresente aquilo que desejamos – explicou.

Ranielle Ribeiro ainda justificou a queda de rendimento da equipe após o intervalo, quando sofreu dois gols mesmo atuando com o mesmo time da primeira etapa afirmando que no dia anterior, diferente do que acontece durante as competições, foram realizados treinos fortes em dois períodos, o que explica o desgaste dos jogadores, que antes de partidas de campeonatos, dois dias antes diminuem a carga de atividades para estarem na melhor condição física quando a bola rola.

Com a marcação da estreia do Campinense na Copa do Nordeste para o dia 25, dois ou três dias depois do que previa o planejamento de pré-temporada, o treinador estuda realizar um quinto amistoso, pouco antes da partida diante do Náutico, fora de casa, mas que seria, diferente dos outros testes, feito de maneira fechada para o ensaio de bolas paradas e outras jogadas ensaiadas.

Mas antes, o quarto amistoso rubro-negro está marcado para o próximo sábado (15), no Amigão, diante da equipe do Caruaru City, que vai disputar a primeira divisão pernambucana.

Equipe @Vozdatorcida