Treinador do Bota-PB relaciona reforços para encarar o Nacional

Foto: Paulo Cavalcanti/ Botafogo-PB

Com o empate no Clássico Emoção e a vitória do Sousa contra o Treze, na última rodada, o Botafogo-PB viu a diferença de três pontos para o segundo colocado ser reduzida para apenas um, algo que não assusta o técnico Gerson Gusmão, que vê a pressão pelo resultado positivo na próxima rodada igual a todos os outros jogos da equipe.

Manter a liderança da primeira fase é o objetivo da comissão técnica botafoguense. A meta, caso alcançada, não apenas garante a classificação direta para semifinal como também o mando de campo até a final. Com o encurtamento da distância para o vice-líder, se cria a obrigação de uma vitória para não depender de um insucesso do Dino contra o São Paulo Crystal para permanecer no primeiro lugar.

Para Gerson Gusmão essa busca pela vitória é constante em todos as partidas da equipe na competição e independe da situação atual da tabela. Estar no comando de um grande clube, como o Belo, traz essa constante obrigação pelas vitórias nos jogos que disputa.

– Acho que é a mesma pressão que viemos enfrentando desde o início. O Botafogo-PB é uma equipe grande, o maior da Paraíba, e temos que saber lidar com essa pressão diariamente, independente de um jogo, de nós estarmos mais distante do segundo colocado ou menos distante. A pressão em cima irá existir, encaramos, sabemos que temos que lidar com ela. A partir do momento que nós estivermos à frente do Botafogo-PB, temos que lidar com essa pressão de buscar sempre o primeiro lugar, buscar sempre estar à frente das competições – contou.

Para a penúltima rodada, o treinador informou que Fred deverá ser titular na vaga do Gabriel Yanno, expulso contra o Campinense. Será seu retorno a equipe inicial após mais de 6 meses de sua grave lesão no joelho esquerdo, diante do Imperatriz-MA pela Série C de 2020.

Outras novidades nos relacionados são os dos recém contratados Amaral, Luã Lúcio e Daniel Barros. O volante Amaral, anunciado a mais tempo, vinha fazendo um trabalho para aprimorar a condição fisíca. Já os atacantes Luã Lúcio e Daniel Barros chegaram com um bom ritmo de jogo e podem entrar no decorrer da partida.

– São jogadores que vamos levar  para colocar em uma parte do jogo, para já dar um pouco mais de entrosamento, já conhecer pouquinho os companheiros dentro do campo. Provavelmente no final de semana, no jogo do domingo, já tem uma oportunidade de jogar um tempo maior, quem sabe iniciar a partida, para que possamos inseri-los aos poucos na equipe, possa dar uma confiança também e não mexer muito na estrutura da equipe, que eles possam ser inseridos de uma maneira tranquila, uma maneira que eles sintam a vontade, se sintam bem, para poder render tudo aquilo que esperamos, principalmente os atletas que acabamos contratando por último – disse.

O Botafogo-PB jogará amanhã (19), às 16h, no estádio Marizão, em Sousa, contra a equipe do Nacional de Patos. A partida será realizada na Cidade Sorriso devido a ausência de liberação do estádio José Cavalcanti pelo Corpo de Bombeiros. A equipe nacionalina ainda não venceu no estadual e ocupa o penúltimo lugar com apenas 3 pontos.

Incidente a caminho do jogo

O ônibus da delegação botafoguense, que fazia o deslocamento para o sertão paraibano, pegou fogo nas proximidades da cidade de Campina Grande.

Em nota, o clube que apesar do susto, ninguém ficou ferido e não houve nenhum dano material. A empresa contratada providenciou um outro veículo e seguiram viagem por volta das 17h.

Equipe @Vozdatorcida