Treze é derrotado facilmente pelo Floresta e está fora do Pré-Nordestão

Foto: Ronaldo Oliveira

Na noite desta terça-feira (12), no estádio Amigão, em Campina Grande, o Treze encerrou uma de suas piores temporadas. No confronto contra o Floresta, pela primeira fase da Eliminatória da Copa do Nordeste, o alvinegro praticamente não criou e foi derrotado com facilidade por 3 a 1, dando adeus a chance de incrementar seu calendário do ano que vem, enquanto o Verdão da Vila Manoel Sátiro vai encarar o Santa Cruz, na segunda fase, em partida única, fora de casa.

Sem Daniel Passira, principal contratação para a competição, que o clube não conseguiu inscrever, o técnico Wellington Fajardo escalou o alvinegro com uma linha de três na frente, formada por Anderson Gindré, Gerônimo e Iago Martins. Liniker e Nininho, volante e lateral, respectivamente, também começaram jogando. Pelo lado do Floresta, de novo técnico, Daniel Rocha, do sub-20, o time foi montado com a base que disputou a Série C e alguns atletas que estão jogando o Cearense sub-20.

A partida começou truncada e o Treze tinha mais posse de bola e frequentava o campo de ataque por mais tempo, mas sem criar perigo. Entretanto, aos 17 minutos, Fábio Alves bateu escanteio para o Floresta e Mailson subiu sozinho para cabecear no canto esquerdo de Jeferson e já abrir o placar no Amigão.

O segundo gol dos visitantes por pouco não saiu aos 22. Em contra-ataque puxado em muita velocidade, a bola chegou em Renê, que estava livre na entrada da área. Ele tentou acertar o ângulo direito do goleiro do Galo, mas a bola subiu um pouco e foi para fora.

Aos 34 minutos, lance confuso. Fábio Alvres cobrou falta na área, Jeferson fez a defesa fácil, mas acabou soltando a bola nas mãos de Flávio Torres, que finalizou em gol. A arbitragem, no entanto, anotou impedimento corretamente marcado pela auxiliar Karla Renata Cavalcanti de Santana.

E no que foi praticamente sua primeira finalização no primeiro tempo, o Galo empatou. Aos 42 minutos, em cobrança de falta da entrada da área, Nininho mandou por debaixo da barreira, com categoria, no canto esquerdo de Douglas, e deixou tudo igual no marcador.

Mas antes do intervalo, aos 46, em jogada pela direita, Flávio Torres apareceu na pequena área para desviar o cruzamento e fazer a bola morrer no fundo do gol de Jeferson, recolocando a equipe cearense na vantagem.

Foto: Ronaldo Oliveira/ Floresta

Segundo tempo

Depois do intervalo, quem voltou criando perigo foi o Floresta. Thalisson chutou da meia direita, de muito longe, e obrigou Jeferson a se esticar todo para mandar para escanteio a bola endereçada ao seu ângulo esquerdo.

No minuto seguinte não teve jeito. Após jogada de pé em pé do meio-campo do Verdão do Vale, Fábio Alves recebeu dentro da área, pela esquerda, e bateu com força, cruzado, estufando a rede alvinegra, aumentando a diferença no placar.

Foto: Ronaldo Oliveira

Já perto do apito final, aos 45, o Galo tentou reagir e Evair bateu da marca do pênalti e Douglas fez uma defesa incrível. Na sobra, Ian Barreto chutou e mais uma vez o arqueiro operou um milagre para manter a vantagem do time cearense.

Com o resultado de 3 a 1, o Floresta encara o Santa Cruz, fora de casa, na próxima fase, em jogo único. O Treze, de forma melancólica, encerra sua temporada de 2021 e só terá o estadual no seu calendário do ano que vem.

Ficha técnica

Treze 1 x 3 Floresta

Eliminatórias da Copa do Nordeste 2022
1ª fase – jogo único
Estádio: Almeidão (Campina Grande)

Público pagante: 329
Renda: R$ 5.985,00

Arbitragem: Diego Fernando Silva de Lima (PE); Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE) e John Andson Alves Ribeiro (PE)

Gols: Nininho (T); Mailson, Flávio Torres, Fábio Alves (F)
Cartões amarelos: Alysson, Evair, Ian Barreto (T); Thalisson (F)

Treze: Jeferson, Nininho, Alysson, Euller Viana, Ian Barreto; Levi (Weslley), Liniker (Arly), Evair; Anderson Gindré, Iago Martins (Lukão) e Gerônimo (Raulisson). Técnico: Wellington Fajardo.

Floresta: Douglas, Daniel, Mailson, Alisson, Fábio Alves (Henrique); Jô, Thalisson (Dudu), Athyrson (Samuel); Renê, Paulo Vyctor (Wagner) e Flávio Torres. Técnico: Daniel Rocha.

Equipe @Vozdatorcida