Unifacisa bate Fortaleza Basquete Cearense e vence primeira no NBB

Foto: Divulgação/ Unifacisa

O Basquete Unifacisa alcançou a sua primeira vitória no NBB 13 em jogo com final emocionante.

O time de Campina Grande levou a melhor no Clássico do Nordeste, enfrentando o Fortaleza Basquete Cearense, em Mogi das Cruzes – São Paulo, pelo placar final de 69 a 67. A partida aconteceu no ginásio Prof. Hugo Ramos, na tarde desta terça-feira, 17.

Os destaques da partida ficaram por conta do ala dominicano, Nehemias Morillo, que anotou 16 pontos, 8 rebotes e 4 assistências e pelo ala pivô, Vinícius Pastor, com 12 pontos e 8 rebotes, mantendo sua alta média de rebotes ofensivos nessa temporada.

A Unifacisa começou muito bem no primeiro quarto, abrindo 8 pontos praticamente sem resposta do adversário. O Fortaleza Basquete Cearense pecou muito nos arremessos iniciais, oferecendo oportunidade para o time de Campina Grande trabalhar no contra-ataque para abrir a vantagem. A Unifacisa se manteve melhor na defesa, mas começou a se precipitar no ataque, sem escolher bem os arremessos, permitindo uma reação do adversário, protagonizada pelo americano Rashaun, que marcou 10 pontos no primeiro quarto.

O time paraibano também teve um aproveitamento incomum nos arremessos de 3, não convertendo nenhum dos 8 tentados no período. Porém, no quesito rebotes a Unifacisa foi mais dominante, sem dar segundas chances ao Fortaleza, conseguiu trabalhar bem no garrafão para assumir novamente a liderança, fechando o primeiro quarto em 21 a 17.

As duas equipes vieram para quadra com desfalques importantes, do lado cearense ficaram de fora o pivô, Sualisson e o armador Holloway, um dos mais importantes da equipe, com médias de 23 pontos até então, Lucas Bebê, apesar de relacionado também não entrou em quadra pelo lado do Fortaleza. Já a Unifacisa não pôde contar com o pivô, João Vitor, que se lesionou no último jogo contra o Flamengo. Segundo o médico do basquete Unifacisa, Diogo Villar, após realizar os exames foi detectada uma lesão ligamentar no joelho esquerdo do atleta, que deve retornar a Campina Grande para avaliação da equipe e decidir sobre o tratamento.

Os desfalques pesaram mais para o lado do Fortaleza, sem uma rotação apropriada de seus atletas, o time começou a sentir o cansaço de acompanhar a Unifacisa, que tem um dos melhores bancos de reservas da competição, o que permite um ritmo mais forte pelos paraibanos. Os arremessos de longa distância seguiram tímidos para a Unifacisa, em compensação o aproveitamento nos arremessos de 2 pontos foi enorme, com o time acertando 81% dos lances. A Unifacisa também conseguiu acertar sua defesa e anulou as tentativas do Rashaun, que foi muito bem no primeiro quarto para o Fortaleza, com isso a Unifacisa teve a tranquilidade de trabalhar a bola e fechar o segundo tempo em 40 a 29.

Este foi o quarto jogo disputado entre as equipes, o Clássico do Nordeste como é conhecido, já aconteceu duas vezes no Torneio Integração e uma vez no NBB, com a unifacisa vencendo por 2 a 1 nesse confronto direto. 

Na volta do vestiário, a Unifacisa não voltou bem. O Fortaleza conseguiu acertar sua marcação e dificultou bastante para o time de Campina Grande, que errou bastante nos minutos iniciais do terceiro período. Vendo o adversário encostar no placar, o dominicano Nehemias Morillo chamou o jogo para a Unifacisa e buscou infiltrações forçando faltas do Fortaleza e indo para a linha de lance livre, onde teve um aproveitamento perfeito acertando 100% desses arremessos, o que manteve a equipe paraibana na frente do marcador.  

Foto: Divulgação/ Unifacisa

O último período foi emocionante, o Fortaleza cresceu na partida que ganhou um certo ar de drama no final. As equipes trocaram cestas e erros, mas o cearense teve um aproveitamento um pouco melhor, chegando a empatar a partida. Após pedido de tempo do técnico interino da Unifacisa, Paulo Cesar Jaú, a equipe voltou para quadra mais concentrada e acertou 2 arremessos importantíssimos para assumir a liderança novamente, daí em diante o trabalho defensivo da Unifacisa apareceu, negando pontos ao adversário. O time de Campina Grande se segurou no placar e venceu o primeiro Clássico do Nordeste do NBB 13 pelo placar de 69 a 67.

Apesar de um segundo tempo com alguns erros o técnico interino do basquete Unifacisa, Paulo Cesar Jaú, avaliou a vitória de maneira bastante positiva e acredita que o time está no caminho certo para se encontrar em quadra e buscar mais vitórias.

– Sabíamos que seria um jogo difícil, um clássico sempre é complicado. O time do Fortaleza é uma equipe bastante experiente, que já vem jogando junto a algum tempo e o entrosamento conta muito, em comparação com a nossa equipe que ainda está no processo de desenvolvimento. Fizemos um bom primeiro tempo, controlamos bem o jogo, mas a partir do terceiro quarto a equipe saiu um pouco do seu estilo de jogo, os erros começaram a aparecer, perdemos muitas bolas e também ficamos muito abaixo nos arremessos de 3 pontos. Mesmo assim, conseguimos manter a defesa e fechar a partida, o que considero bastante positivo, mesmo não estando em um bom momento do jogo. A equipe está evoluindo, vamos fazer alguns ajustes para o próximo jogo e buscar mais uma vitória – finalizou.

Com a vitória importantíssima, a Unifacisa sobe para a nona colocação na tabela e continua em Mogi, onde enfrentará o Pato Basquete na próxima quinta-feira, 19, às 13h30, com transmissão ao vivo pela TV Itararé.

Equipe @Vozdatorcida com Ascom/Unifacisa